Receba nossa news

  •  
  •  
Você está aqui: Home 297 - Agosto/2017 - Brasileiro deixa a desejar Suplementos vitamínicos são opções mais práticas

297 - Agosto/2017 - Brasileiro deixa a desejar

Suplementos vitamínicos são opções mais práticas

suplemento 2A correria do dia a dia, a busca por uma vida mais saudável e o bem--estar são alguns dos principais impulsionadores do bom momento de suplementação nutricional no País

O mercado de suplementos vitamínicos está crescendo a largos passos no Brasil. Nos últimos cinco anos, a categoria de vitaminas teve alta de 45,62%, enquanto os produtos à base de fibras alimentares subiram 95,85% e os energéticos esportivos, +148,21%, de acordo com dados da QuintilesIMS.

Em valor, no mesmo período, os produtos à base de fibra alimentar registraram saldo positivo de 354,99%; outros produtos, 184,60%; energéticos, 78,17%; e vitaminas, 61,94%.

O segmento de multivitamínicos, por exemplo, conta, atualmente, com mais de 200 marcas e é o top 6 no mercado de Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs) em reais, segundo números fornecidos pela Pfizer. 

 Os produtos devem ser explorados de maneira educativa para os shoppers. Considerando a gama de subcategorias, é preciso que sejam bem organizadas e comunicadas, para que os consumidores entendam suas necessidades e façam a escolha correta.

“As pessoas têm se conscientizado de que não consomem a quantidade necessária de frutas e verduras todos os dias, principalmente, devido à correria da vida moderna e a um aumento no consumo de itens industrializados. Essa conscientização sobre a importância de se alimentar bem tem feito com que as pessoas busquem aliados para uma nutrição completa”, analisa a diretora de marketing da Pfizer Consumer Healthcare, Cristina Viana da Fonseca.

O gerente sênior de marketing da divisão Consumer Health da QuintilesIMS, Rodrigo Akio Kurata, explica que a farmácia se destaca como um dos pontos de venda (PDVs) que ajudam no crescimento do setor. Segundo ele, os clientes consideram as lojas um canal confiável, já que há profissionais de saúde que podem auxiliar na compra do produto correto, além da grande gama de itens oferecidos.

Ponto de venda preparado

Não só as já tradicionais vitaminas, mas shakes, nutricosméticos, chás emagrecedores e suplementos especiais são buscados pelos clientes nas farmácias. 

“O consumidor de mutivitamínicos, vitaminas e suplementos nutricionais, normalmente, prefere adquirir seus produtos na farmácia devido à oferta de marcas líderes, amplo sortimento e fácil acesso às redes de drogarias”, diz o diretor de vendas e trade marketing da Pfizer Consumer Healthcare, Silvio Silva.

Por isso, é ideal que a farmácia ofereça um mix amplo de produtos, não se esquecendo dos diferentes tipos de apresentações (pó, cápsulas ou prontas para uso) e suas finalidades. Vale, ainda, explorar ações e novas formas de atrair o consumidor, tanto para a loja quanto para a experimentação desses itens.

“Faixas de gôndola para organizar os produtos, folhetos educacionais e wobblers (materiais de merchandising colocados em frente às prateleiras para orientar o consumidor em relação a lançamentos ou vantagens de um determinado produto) ajudam na navegação pela gôndola e na educação do consumidor”, explica Silva.

O diretor de unidade de marcas da EMS, Luiz Fernando Dias, mostra outras possibilidades de explorar a categoria no PDV com itens correlacionados.

“As vitaminas para mulheres, por exemplo, podem estar posicionadas próximas aos produtos para cabelo, artigos para unha e pele, pois a consumidora que compra um destes itens está mais propensa a também comprar o outro. O mesmo ocorre com as vitaminas de uso comum, como a vitamina C, perto de produtos para gripe ou próximas ao checkout, já que normalmente são vendas de oportunidade”, finaliza.

Os produtos devem ser explorados de maneira educativa para os shoppers. Considerando a gama de subcategorias, é preciso que sejam bem organizadas e comunicadas, para que os consumidores entendam suas necessidades e façam a escolha correta.

De acordo com o gerente de vendas nacional da Millipharma, Silvio Pecora, as segmentações podem ser dispostas, por exemplo, como Suplementação Diária Adultos, Suplementação Diária Crianças e Adolescentes, Suplementação Esportiva, Gestantes, Prevenção Cardio, Prevenção Ossos e Músculos, Proteção e Imunidade, Pele – Unha – Cabelo, entre outros.

Fique por dentro

• Vitamina A: auxilia na prevenção da anemia e cegueira noturna, além de fortalecer os dentes e o sistema imunológico. 

• Vitamina C: potente antioxidante. Suas propriedades melhoram a circulação do fluxo de oxigênio, fazendo dela uma ótima vitamina para cabelos e unhas.

• Vitamina D: regula a absorção intestinal de cálcio e fósforo e estimula a mineralização óssea. Os ossos podem ficar frágeis em decorrência da deficiência. 

• Vitamina B9: também conhecida como ácido fólico, participa na formação dos glóbulos vermelhos do sangue, no crescimento dos tecidos e na produção de energia.

• Vitamina B12: previne a anemia, beneficia as células do trato gastrointestinal, ajudando na digestão e absorção dos alimentos.

• Cálcio: importante para a saúde dos ossos e dos dentes e para o bom funcionamento dos músculos e dos nervos. Em caso de déficit, pode prejudicar o crescimento na criança. 

• Ferro: a carência do mineral pode alterar o crescimento e o desenvolvimento infantil, inclusive a capacidade de aprendizagem. 

• Zinco: imprescindível para o sistema imunológico, saúde da pele, das unhas, do cabelo e para a cicatrização de feridas. Sua falta provoca atraso no crescimento na maturação sexual. 

• Biotina (vitamina H ou B7): essencial para saúde da pele, do cabelo e das unhas, pois atua no metabolismo de carboidratos, proteínas (principalmente a queratina) e gorduras.

• Luteína: carotenoide que protege os olhos contra os danos da luz. Ajuda a diminuir os efeitos acumulados da exposição à luz e das toxinas ambientais.

Emagrecedores

• Fibras alimentares: aumentam a saciedade e colaboração para a redução da ingestão de alimentos. Atualmente, diversos tipos de fibras são comercializados em pó e cápsulas. 

• Substitutos de refeições (shakes): formulados e elaborados de forma a apresentar composição adequada a suprir, parcialmente, as necessidades nutricionais do indivíduo. 

• Hipercalóricos: são usados em função da demanda aumentada de energia e de aporte de nutrientes que se pretende adicionar à dieta. São indicados, usualmente, para exercícios intensos e de longa duração.

• CL-LA: um óleo rico em ômega 3 e ômega 9, substâncias que desempenham um papel importante para o metabolismo e que são encontradas nos alimentos do dia a dia. 

Ganho de massa muscular

• Proteínas: voltadas para aumentar o aporte protéico e de massa muscular no organismo. Hoje, a mais usada é o wheyprotein, proteína do soro do leite de alto valor biológico.

• Aminoácidos: são precursores da proteína. Os mais consumidos são BCAA, glutamina e creatina. O BCAA é um composto formado por três aminoácidos – leucina, isoleucina e valida – que são captados e depositados no músculo e no tecido adiposo. As concentrações de glutamina após a atividade física intensa são reduzidas, por isso a sua suplementação colabora para a melhora do sistema imune. Já a creatina é mais usada em exercícios de repetição com a mesma carga. 

• Termogênicos: são indicados para aumento do gasto energético e da oxidação de gordura e entre os mais comuns, estão cafeína e chá verde. 

Fontes: nutricionista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Fernanda Maluhy; e nutricionista do Clinic Check-up do Hospital do Coração (HCor), Maria Fernanda Vischi D’Ottavio

Perda ou ganho de peso

Suplementos vitamínicos são um dos grandes aliados para quem quer mudar seu corpo com ajuda de exercícios físicos e alimentação balanceada.

“Suplementos nutricionais esportivos são utilizados como recurso importante na busca por uma melhor forma física, saúde e bem-estar, além de proporem incremento de performance atlética. Na grande maioria das vezes, quem consome tem como objetivo principal mudar a composição corporal, diminuindo a gordura e ganhando mais massa muscular magra, o que faz do suplemento um potente aliado estético”, avalia o diretor de marketing da Integralmédica, Carlos Tomaiolo.

Os chamados nutricosméticos – doses de vitaminas que ajudam nos cuidados estéticos – ganham atenção especial na categoria. Por isso, é importante estar atento ao perfil e aos desejos do público consumidor, para que a exposição, atendimento e mix sejam corretos.

Porém, a busca por um corpo perfeito faz com que muitos brasileiros usem suplementos esportivos sem orientação de um especialista, deixando a saúde em segundo plano. 

“Quando ingeridos indevidamente, esses produtos podem prejudicar a saúde, gerando taquicardia, deficiência da função renal, aumento do acúmulo de gordura corporal e hepática, hipervitaminose, entre outros”, avisa a nutricionista do Clinic Check-up do Hospital do Coração (HCor), Maria Fernanda Vischi D’Ottavio.

Outro cuidado que os usuários devem ter é no uso de suplementos hormonais, também conhecidos como anabolizantes, que muitas vezes são confundidos com suplementos esportivos. 

“É normal escutar de pessoas que não possuem conhecimento que suplementos são iguais a bombas e aos anabolizantes”, constata o gerente de produto do Grupo Cimed, Diego Amorim. 

Assim, é importante que o PDV desmistifique o assunto. Enquanto os suplementos hormonais são indicados em situações específicas, os suplementos vitamínicos servem para complementar a dieta diária de uma pessoa saudável.

Cuidados com a beleza

Os chamados nutricosméticos – doses de vitaminas que ajudam nos cuidados estéticos – ganham atenção especial na categoria. Por isso, é importante estar atento ao perfil e aos desejos do público consumidor, para que a exposição, atendimento e mix sejam corretos.

De acordo com a diretora da Mind Shopper, Alessandra Lima, o shopper desses produtos é, na grande maioria, formado por mulheres entre 25 e 55 anos de idade, economicamente ativas e vaidosas. “Estão sempre procurando uma forma de retardar os efeitos do envelhecimento e melhorar a qualidade dos cabelos. Também procuram a praticidade nos tratamentos”, descreve.

As consumidoras que já utilizam os nutricosméticos entendem que é um tratamento que leva um tempo para que os resultados sejam visíveis. Dessa forma, apesar de ter um desembolso relevante, reconhecem que vale a pena o investimento. Por outro lado, há as mulheres que desconhecem a categoria e a funcionalidade, tendo um pouco de resistência em gastar uma quantia que, por vezes, pode ser alta.

De acordo com a idade

Durante cada fase da vida, a suplementação deve ter uma atenção diferenciada. As crianças precisam da mesma suplementação que os adultos, mas com dosagens distintas. Entre as vitaminas mais importantes estão A, C, D e E, que servem como base no fornecimento dos nutrientes necessários para a vida saudável. São elas que cuidam do crescimento dos ossos, visão, cérebro, músculos e dão energia vital para toda criança iniciar suas atividades físicas.

A nutricionista do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Fernanda Maluhy, explica que os jovens crescem rapidamente, causando efeitos no esqueleto ósseo, entre outras modificações orgânicas. Por isso, o cálcio é essencial, tendo necessidade de consumo diária aumentada. Alguns adolescentes deixam de beber leite e alimentos fontes de cálcio, precisando de uma dose regular de cálcio e magnésio para se manterem saudáveis.

 As consumidoras que já utilizam os nutricosméticos entendem que é um tratamento que leva um tempo para que os resultados sejam visíveis.

Na fase adulta, uma das principais deficiências é a vitamina D, importante não somente para a manutenção do metabolismo do cálcio, mas para fortalecer o sistema autoimune e atuar na secreção de insulina. A substância é produzida na pele, mas é ativada nos rins. Doentes com insuficiência real também precisam de suplementos dessa vitamina.

Os idosos voltam a precisar de doses extra de cálcio. O fósforo e magnésio também desempenham papel importante contra a osteoporose. A dieta ainda precisa estar adequada em relação a zinco, proteínas, vitaminas D, B12, A e E. A ausência desses minerais e vitaminas pode contribuir com o aparecimento de fraturas, fragilidade óssea e baixa imunidade.

Foto: Shutterstock

Sites do Grupo

logo-contento
logo site

Contate-nos

1396561723 social facebook box blue   1396561730 social twitter box blue   1396561765 youtube

Guia da Farmácia: Revista dirigida aos profissionais de saúde
Rua Leonardo Nunes, 198
Vila Clementino – CEP 04039-010
São Paulo – SP


Telefone (11) 5082-2200
comunicacao@contento.com.br