Receba nossa news

  •  
  •  
Você está aqui: Home Exclusivo Mercado Orientação correta sobre os MIPs

Orientação correta sobre os MIPs

mercado 08Medicamentos Isentos de Prescrição ajudam no conforto

Para tentar sanar as principais dúvidas e orientar corretamente os profissionais sobre o uso de Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs), a Associação Brasileira da Indústria de Medicamentos Isentos de Prescrição (Abimip) esclareceu alguns dos principais mitos e verdades sobre o uso dos fármacos:

Consumir medicamentos sem prescrição é automedicação e é perigoso.

MITO. O termo automedicação é confundido com a autoprescrição, que é a prática incorreta de comprar e usar medicamentos tarjados sem a receita/prescrição de um médico. Para que um medicamento seja aprovado pelas autoridades sanitárias como MIP, deve ter um alto perfil de eficácia e, principalmente, segurança, que envolve características como baixo potencial de toxicidade e risco, reações adversas com causalidades conhecidas e reversíveis após a sua suspensão, baixo potencial de interações e período curto de uso.

O uso consciente de MIPs é parte do conceito de autocuidado.

VERDADE. O conceito estabelecido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é a maneira como a população estabelece e mantém a própria a saúde e como previne e lida com as doenças. o autocuidado envolve questões como higiene, nutrição, estilo de vida, fatores ambientais e socioeconômicos e o uso responsáveis de medicamentos.

Os MIPs podem ser usados sem orientação.

MITO. Para que o uso seja consciente, o profissional de saúde – muitas vezes o farmacêutico – deve orientar o paciente quanto aos benefícios e feitos adversos dos medicamentos, além da forma de administração )posologia), duração do tratamento, modo de ação, contraindicações e interações.

MIPs são os medicamentos que ficam fora do balcão.

VERDADE. O uso de medicamentos isentos de prescrição é papel importante no direito que o consumidor exerce de fazer escolhas conscientes a respeito da própria saúde. Para que ele possa optar pelo melhor tratamento para si, as farmácias devem investir em uma correta exposição dos fármacos, ao alcance da população e organizados por princípio ativo.

Todos os medicamentos deveriam ser tarjados.

MITO. Entre os benefícios que os MIPs oferecem está o conforto, já que não há necessidade de ir a um serviço de saúde para tratar de um sintoma conhecido. Além disso, o uso de MIPs diminui substancialmente os custos e demandas para o sistema de saúde.

Fonte: Associação Brasileira da Indústria de Medicamentos Isentos de Prescrição (Abimip)

Foto: Shutterstock

Veja Também

Sites do Grupo

logo-contento
logo site

Contate-nos

1396561723 social facebook box blue   1396561730 social twitter box blue   1396561765 youtube

Guia da Farmácia: Revista dirigida aos profissionais de saúde
Rua Leonardo Nunes, 198
Vila Clementino – CEP 04039-010
São Paulo – SP


Telefone (11) 5082-2200
comunicacao@contento.com.br