Receba nossa news

  •  
  •  
Você está aqui: Home Suplementos Especiais Genéricos Genérico 2011 EMS detém a primeira posição em genéricos

EMS detém a primeira posição em genéricos

EMS Genéricos
Por conta de importantes investimentos no segmento, o objetivo da empresa é registrar crescimento acima dos 40% em 2011

A EMS foi a primeira empresa a produzir e comercializar medicamentos genéricos no Brasil, em 2000. Atualmente possui 434 apresentações e é o maior portfólio de genéricos do País. De suas plantas industriais saem anti-inflamatórios, analgésicos, antibióticos, antiulcerosos, anti-hipertensivos, anti-helmínticos, antidiabéticos, corticoides tópicos e antigripais. Em 2010, esse segmento na companhia significou aproximadamente 60% do faturamento e 64% da produção. Fechou o ano com 26% de participação em faturamento (R$ 1,5 bilhão) e cerca de 29% em unidades (113 milhões), segundo o IMS Heath. No ano passado, ficou em primeiro lugar nesse setor em unidades vendidas.

“O primeiro trimestre deste ano foi muito positivo para a EMS Genéricos, com um incremento de venda de 4,7 milhões de unidades em relação ao primeiro trimestre do ano passado e, em volume, o aumento foi de R$ 98,5 milhões na comparação entre os mesmos períodos”, comemora o diretor de marketing da EMS Genéricos, Marco Aurélio Miguel.

Há cinco anos consecutivos a empresa é a farmacêutica líder do mercado geral de medicamentos. Entre as líderes do segmento de genéricos, ela lançou importantes moléculas, como o citrato de sildenafila (o genérico do Viagra, voltado para a disfunção erétil), com excelentes perspectivas a curto prazo de novos lançamentos. Além disso, também foi pioneira no lançamento das versões de medicamentos líderes de vendas, como Lipitor, Diovan e Crestor, que juntos representam volume superior a R$ 1 bilhão por ano em receitas.

Vale lembrar que o citrato de sildenafila já é o primeiro produto em vendas da empresa. O item vendia no Brasil, em junho de 2010, 284 mil unidades. Em fevereiro de 2011, a molécula vendeu 730 mil unidades. Este incremento deve-se ao lançamento do medicamento genérico, pois ele se tornou mais acessível ao consumidor com a mesma qualidade do produto de referência.

A EMS Genéricos atua em diversas áreas clínicas e os seus produtos mais importantes são antibióticos, anti-inflamatórios e medicamentos voltados para problemas cardiológicos e gastrointestinais. Recentemente, incrementou o seu portfólio também o antialérgico Desloratadina, genérico do Desalex, além das moléculas atorvastatina, olanzapina, quetiapina, valsartana e rosuvastatina.

“Em 2011, pretendemos lançar mais 24 produtos e 52 apresentações. Já disponibilizamos 7 produtos e farmacêuticos, químicos, biólogos, mestres, doutores e consultores nacionais e internacionais. “É importante destacar que nós possuímos um dos maiores e mais modernos Centros de P&D da América Latina, na construção do qual investimos aproximadamente R$ 25 milhões em 2002”, orgulha-se o executivo.

Capacitação do mercado

O laboratório conta com equipe de vendas composta por 220 profissionais capacitados que realizam visitas diárias aos pontos de venda. Por meio deles, ela se relaciona diretamente com 18 mil drogarias. Contabilizando o suporte dos distribuidores, essa margem sobe para 50 mil estabelecimentos acessados.

Para fortalecer seus genéricos, a companhia disponibiliza um projeto de capacitação de farmacêuticos e balconistas, intitulado ACADEMS. O projeto conta com quatro consultores qualificados que realizam, pessoalmente, treinamentos a profissionais do setor e consultoria a proprietários de drogarias. Os temas a expectativa é que superemos 2010 em termos de vendas e faturamento. Neste ano, manteremos nosso projeto de investimentos na identidade do genérico da caixa azul para garantir a estabilidade da marca. O objetivo para 2011 é registrar crescimento acima dos 40%”, revela o executivo. Ele continua, dizendo que as expectativas são muito positivas para os próximos anos, já que a EMS possui diversos protocolos de novos produtos na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aguardando a concessão da licença. Além disso, ao longo de 2011, mais de dez medicamentos devem ter a patente expirada e a empresa está atenta a todas essas expirações importantes, devendo entrar na disputa por esses mercados.

Por apostar no crescimento do mercado de genéricos, o laboratório investe constantemente em melhorias estruturais, aquisição de equipamentos, reforço de equipe, qualidade de mão de obra e em pesquisa & desenvolvimento (P&D), esta última com investimento de 6% do seu faturamento anual. No setor de P&D da EMS trabalham mais de 200 pesquisadores, entre incluem gerenciamento de pessoas, gestão de estoque, rotinas administrativas, financeiras, técnicas de negociação, gestão de categoria e posicionamento do negócio. “Por meio do Projeto ACADEMS, já foram treinados mais de 23 mil profissionais entre 2009 e o primeiro semestre de 2010. Ainda temos muito trabalho, pois somente no varejo atuam mais de 350 mil profissionais, entre farmacêuticos e balconistas”, ressalta o diretor Marco Miguel.

A companhia está em processo de construção de novas fábricas até 2012 e de ampliação e compra de novos equipamentos para a atual planta de Hortolândia (SP). Com isso, os números de empregos diretos serão aumentados, superando os atuais 4,5 mil colaboradores. “Para isso, reestruturamos a equipe comercial e de marketing para respondermos com mais agilidade às novas demandas do mercado. Quanto aos desafios, almejamos continuar o trabalho de fortalecimento da marca e promover a horizontalização dos negócios, de modo a ampliar a participação dos genéricos fora dos grandes centros”, conclui Marco Miguel.

 

Sites do Grupo

logo-contento
logo site

Contate-nos

1396561723 social facebook box blue   1396561730 social twitter box blue   1396561765 youtube

Guia da Farmácia: Revista dirigida aos profissionais de saúde
Rua Leonardo Nunes, 198
Vila Clementino – CEP 04039-010
São Paulo – SP


Telefone (11) 5082-2200
comunicacao@contento.com.br