Receba nossa news

  •  
  •  
Você está aqui: Home Suplementos Especiais Produtos para saúde Produtos para saúde 2014 Crescimento é puxado pela sofisticação

Crescimento é puxado pela sofisticação

crescimento-puxadoHidratantes, esfoliantes, antissépticos, em barra ou líquidos, e com diversas fragrâncias. São várias as versões disponíveis no mercado e que induzem o consumidor a novas experimentações

Num País tropical como o Brasil, o uso de sabonetes é mais do que disseminado, atingindo penetração em quase todos os lares. “A categoria têm 99% de penetração no País, já que os brasileiros tomam, em média, 2,3 banhos por dia e lavam as mãos pelo menos duas vezes diariamente. A categoria tem alta frequência de compra (15 vezes/ano)”, resume a gerente de marketing da categoria sabonetes da Unilever, Cristina Carvalho.


Assim sendo, como uma categoria “madura”, a forma que a indústria encontrou para crescer nesse mercado foi agregando valor aos tradicionais sabonetes em barras, desenvolvendo novas variantes e versões. “Os produtos que trazem benefícios diferenciados são os que mais crescem, como as versões líquidas, hidratantes ou antibacterianas, por exemplo. Embora as versões em barra representem 90% das vendas, em volume, os líquidos cresceram 10,5% de 2012 para 2013, enquanto as apresentações em barra registraram acréscimo de apenas 4,2%”, constata a analista de mercado da Nielsen, Natalia Uliano.

Potencialize as vendas com packs e exposição atrativa

Além de garantir um mix completo, valorizando as versões mais premium, as farmácias também podem trazer melhores resultados com as categorias por meio do desenvolvimento de kits especiais. “Os mais comuns são os packs promocionais, principalmente para a categoria de barra, como “leve 6 pague 5”.  Trabalhamos também com exposição extra e redução de custo unitário para a categoria de líquidos”, exemplifica Tatiana Ponce, da NIVEA.
As farmácias podem, ainda, aproveitar a parceria da indústria para atrair os consumidores. “Uma ação que realizamos recentemente foi o folder  “Raspe e Sinta”, para divulgar as fragrâncias dos sabonetes da linha Mediterrâneo, da Phebo. Selecionamos todos os clientes que vendiam as então quatro fragrâncias da linha e enviamos os porta-folders e folders. Cada folder vinha com informações dos produtos e o sistema onde o consumidor poderia sentir os perfumes e escolher os seus preferidos”, explica Luiza, acrescentando que a empresa também investe em materiais como faixas de gôndola, régua, clip strip, porta-folder, stopper e amostras grátis (distribuídas por demonstradoras, no check out ou delivery).

Ofereça vendas consultivas

1) Os sabonetes líquidos são menos agressivos do que as versões em barra?
O efeito de cada sabonete vai depender da composição do produto e da quantidade de substâncias emolientes. O sabonete cumpre a função quando limpa sem remover em excesso a camada natural de hidratação, que a própria água quente do banho já agride bastante. Os sabonetes em barra, hoje, têm em sua constituição gordura de origem vegetal, o que os torna mais delicados. Porém, os líquidos, geralmente, tendem a ser mais próximos do pH da pele, possuindo menor capacidade de agredir e ressecar.  

2) Quais os sabonetes ideais para peles secas?
Aqueles que trazem ativos, como lanolina, ceramidas, glicerina e óleos, como os de oliva e amêndoas.

3) E para as peles oleosas?
A pele oleosa requer limpeza eficiente e hidratação leve. Recomendam-se produtos mais detergentes, com ação adstringente e que consigam controlar a oleosidade.

4) Pessoas alérgicas, com pele mais sensível, devem usar quais sabonetes?
Sabonetes à base de água termal, essências suaves e os que são mais cremosos.

5) Quando o uso de sabonetes antissépticos é indicado?
Essas versões são benéficas em ambientes hospitalares ou por pessoas com infecções de pele frequentes, como os furúnculos.

6) Quando os sabonetes com propriedade esfoliante são indicados?
Só não devem ser usados mais do que três vezes por semana e precisam ser evitados por pessoas que sofrem de acne severa ou sensibilidade cutânea.

Fontes: dermatologista da Clínica Heil & Lessa Dermatologia e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), Dr. Carlos Maximiliano Heil; e dermatologista, membro e coordenadora de comunicação da Sociedade Brasileira de Dermatologia – Regional São Paulo (SBD-SP), Dra. Fátima Rabay


Para a especialista da Unilever, nas versões líquidas estão os maiores potenciais de crescimento. “No Brasil, a categoria líquidos tem penetração em 27% dos lares e uma tendência de crescimento anual em torno de 14% e, em 2011, entrou em mais de um milhão de lares. As marcas da Unilever têm o objetivo de estimular o crescimento do mercado de líquidos, com Dove, Lux e Lifebuoy que têm impulsionado o crescimento de sabonetes por possuir alto valor agregado em seus produtos”, constata Cristina.


E diante de tantas versões e novidades, as expectativas da indústria são bastante positivas com a categoria. “A Granado espera crescer 20% em faturamento neste ano”, revela a relações públicas das marcas Granado e Phebo, Luiza Ferrez.


Nesse cenário, o canal farma é favorecido, uma vez que os consumidores dessas lojas, de modo geral, buscam benefícios superiores nos seus produtos de higiene e beleza. “Os sabonetes formam um segmento muito importante no canal, especialmente se tratando das versões líquidas. A categoria barra ainda é mais desenvolvida no canal alimentar. Mas nas farmácias, os líquidos são os mais procurados e têm mais sinergia com o shopper, por entregarem mais benefícios e performance”, conta a diretora de marketing e trade da NIVEA Brasil, Tatiana Ponce.

Sites do Grupo

logo-contento
logo site

Contate-nos

1396561723 social facebook box blue   1396561730 social twitter box blue   1396561765 youtube

Guia da Farmácia: Revista dirigida aos profissionais de saúde
Rua Leonardo Nunes, 198
Vila Clementino – CEP 04039-010
São Paulo – SP


Telefone (11) 5082-2200
comunicacao@contento.com.br