fbpx

61% dos brasileiros vão manter a maioria dos novos hábitos adquiridos na quarentena

Evitar aglomerações, intensificar boas práticas de higiene e comer melhor são alguns dos comportamentos adquiridos e que devem continuar

A pandemia de Covid-19 fez com que a população adquirisse novos hábitos, em função das restrições impostas pelo isolamento social. A onda mais recente do Barômetro Covid-19, a principal pesquisa da Kantar que explora os comportamentos, atitudes e crenças dos brasileiros, mostra que as pessoas estão apegadas aos hábitos recém-adquiridos durante a quarentena.

Segundo estudo da UCL, são necessários 66 dias em média para transformar um hábito em rotina. Há mais de 100 dias em isolamento social, brasileiros já afirmam gostar dos novos hábitos adquiridos e que pretendem mantê-los. Essa constatação é ainda mais forte entre as mulheres e pessoas com filhos.

Hábitos adquiridos na quarentena

Para a maioria, cuidar mais de si mesmo (higiene, saúde e desenvolvimento) é o principal hábito adquirido durante a quarentena que deve ser mantido.

“A necessidade de inovação nunca foi tão relevante para um cenário de recuperação pós-pandemia. As empresas precisam estar atentas a esses novos hábitos para acompanhá-los com novas soluções, produtos e serviços”, afirma Valkiria Garré, CEO de Insights da Kantar Brasil.

Um hábito que acabou sendo forçado na rotina foi o do distanciamento social. Mesmo com o fim da quarentena, 74% dos brasileiros dizem que continuarão seguindo essa recomendação e evitarão lugares lotados.

Sobre o Barômetro COVID-19

A pesquisa foi realizada online com 500 brasileiros com 18 anos ou mais entre os dias 13 e 16 de março (primeira onda), 27 e 31 de março (segunda onda), 13 a 16 de abril (terceira onda); 24 a 28 de 2020 (quarta onda); 22 a 26 de maio (quinta onda) e 18 a 22 de junho (sexta onda). Ele foi feito em 30 mercados com mais de 25 mil consumidores. Entre os temas abordados estão: atitudes dos consumidores; hábitos de mídia; hábitos de viagem; impacto nos comportamentos de compra online e off-line; e expectativas em relação às marcas.

Um terço das empresas prevê impactos positivos da pandemia no pós-crise

Foto: Shutterstock

Fonte: Kantar

Deixe um comentário