7 orientações para o emagrecimento saudável no verão

Farmacêuticos podem aconselhar clientes a atingirem o peso ideal sem riscos

O emagrecimento tem sido uma busca constante entre os brasileiros, especialmente durante o verão, temporada em que o corpo tende a ficar mais exposto. Entretanto, uma dieta sem acompanhamento ou abandonar os cuidados com a saúde em relação à alimentação pode comprometer as defesas do corpo. “É importante ficar atento à quantidade de vitaminas e minerais consumidos, pois eles são importantes para ajudar no funcionamento do sistema imune, que é sensível às mudanças nos níveis desses micronutrientes”, alerta o gerente médico da Pfizer Consumer Healthcare, Andres Zapata. Também é fundamental estar com a ingestão de micronutrientes em dia, mas, muitas vezes, acaba-se fazendo más escolhas alimentares. “Quando o calor chega, as pessoas tendem a optar por refeições leves. Apesar de terem a percepção de que estão se alimentando bem, essa dieta pode não estar suprindo a quantidade ideal de vitaminas e de sais minerais necessária ao adequado funcionamento do organismo”, explica o médico, salientando que recorrer a um multivitamínico adequado pode ser uma medida que auxilia na manutenção da saúde.

Diante de um cenário como este, fica evidente a importância de se manter uma dieta balanceada como peça-chave atingir o peso ideal com qualidade de vida. Mas, isso não deve acontecer somente às vésperas de épocas como o verão, segundo adverte a especialista em clínica médica e nutrição funcional, Sarina Occhipinti. Ela fornece algumas dicas que podem ser repassadas aos clientes das farmácias que buscam fórmulas para o emagrecimento.

1. Cuidado com o efeito sanfona

Qualquer dieta funciona. O problema é que, quando o corpo perde peso, o metabolismo cai também. Então, no caso de dietas do tipo “projeto verão”, estudos demonstram que praticamente 100% das pessoas que conseguem o emagrecimento, voltam a ganhar peso quando acaba a estação. Trata-se do efeito sanfona, que sempre ocorre porque recuperar o peso é uma defesa do organismo. Por isso, é preciso engatar em um projeto com dedicação, prática de atividades físicas e boca fechada.

2. Reeducação alimentar e de estilo de vida

É preciso investir em um projeto de emagrecimento para a vida. Portanto, deve-se trabalhar no cerne do que leva o paciente a engordar, que são seus hábitos. O primeiro ponto a ser considerado é que emagrecer não pode ser um sofrimento. A chave está no autoconhecimento. Por isso, é preciso trabalhar também o lado psicológico e escolher um estilo de vida confortável ao paciente.

3. Acompanhamento profissional

Usar dietas de amigos ou de celebridades para o emagrecimento não é uma boa opção. A genética, os hormônios, o metabolismo e até mesmo os aspectos psicológicos de cada um são fatores importantes e individuais. Assim, pessoas diferentes têm reações diferentes, por isso, é fundamental uma dieta personalizada.

4. Atenção ao metabolismo

A redução da ingestão de 15% nas calorias pode diminuir a entrada de 40% do hormônio tireoidiano dentro da célula, provocando a diminuição do metabolismo. Assim, a cada ano, ele pode diminuir em até 400 calorias, o que fazendo com que se possa engordar muito mais se voltar a ingerir o que se comia antes. O ideal é investir em estratégias que o enganem.  Isso pode ser feito com aumento de massa magra, ingestão de determinados alimentos, uso de medicamentos e aumento da gordura marrom, que tem sido a grande promessa. Outra dica para aumentar o metabolismo é tomar banhos frios.

5. Mente sã, corpo são

O cérebro é neuroplástico e, portanto, aceita a programação que for enviada. Assim, vale treinar a mente para ser magro e isso pode ser feito com exercícios. E caso o paciente esteja chateado, a orientação fica para fazer uma corrida ou assistir a um bom filme, mas não compense as tristezas com comida.

6. Treinar progressivamente

Para emagrecer, a prática de atividades físicas precisa ser sempre desafiadora. Se você parar de treinar ou treinar sem progressão, fatalmente o ganho de peso irá acontecer. Por isso, precisa-se desafiar o corpo a se superar constantemente.

7. Desejar o emagrecimento de verdade

Emagrecer depende de disciplina e, acima de tudo, de um desejo interno. Mas todo excesso é ruim. É preciso manter o equilíbrio para garantir uma vida saudável e prazerosa. Isso significa até mesmo se pode sair da dieta às vezes, só não vale deixar a felicidade de lado.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

CRF-SP gera debate sobre assistência farmacêutica

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário