fbpx

É seguro ir a farmácia durante a pandemia?

Setor tem investido em medidas de segurança nos atendimentos presenciais e domiciliares

Com diversas adaptações no atendimento, o setor farmacêutico precisou adotar medidas para garantir a segurança dos clientes e dos seus profissionais, que estão na linha de frente durante esse período de pandemia, exercendo um importante papel de orientação e mantendo o acesso a produtos e medicamentos.

As farmácias são importantes agentes em meio a pandemia, uma vez que sua estrutura, com profissionais qualificados, estão presentes em todos os lugares. As informações básicas de saúde, por elas compartilhadas, orientam a população, tanto na prevenção quanto nos passos a serem seguidos caso apresentem alguns dos sintomas da Covid-19.

Medidas de segurança no atendimento presencial

Os atendimentos presenciais, de balcão, continuam sendo realizados com total segurança, e é preciso seguir as orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e autoridades locais.

De acordo com Marina Rocha, coordenadora farmacêutica da Droga Rocha, as medidas são fundamentais e necessárias, e compartilhou conosco o que têm garantido o atendimento farmacêutico como um dos mais seguros. . Ressaltou Marina.

Além do equipamento de proteção dos colaboradores, todo o espaço físico precisou ser adaptado, nas 6 unidades da Droga Rocha, em Caruaru, para, assim, receber os clientes com total segurança. Foi adotado o distanciamento de 1,5 metro entre pessoas durante atendimento e espera, com fita e sinalização para fila. “É preciso que todos fiquem atentos as exigências”, orientou a coordenadora farmacêutica, que ressaltou ainda a importância do uso de máscara, por parte dos clientes, ao saírem de casa.

Novos meios de atendimento na farmácia: oportunidade e praticidade

Nesse momento, o setor está ainda mais próximo do público, através de canais que facilitam a comunicação e permitem que os produtos cheguem à casa dos clientes com segurança. O momento foi oportuno para dar destaque a serviços como de pronta-entrega e entrega em domicílio, que já eram realizadas antes mesmo do isolamento social.

“Houve um aumento significativo no atendimento a pronta-entrega e em domicílio. Já era um desejo nosso ampliar esse tipo de serviço e no momento em que as pessoas precisaram manter um isolamento em casa, colocamos em ação esse desejo de aproximação e comodidade para o público, mantendo agilidade e segurança na entrega dos produtos e medicamentos”. Afirmou Marina, em relação aos novos hábitos de consumo.

O trabalho seguro das farmácias tem se destacado também pelo mundo, pois juntas às comunidades desenvolveram um importante papel social, por disponibilizar seus serviços de forma ágil, dando uma resposta significativa no controle da doença, garantindo o acesso e qualidade suficiente dos serviços, para suprir a prática clínica. “É preciso que todos fiquem atentos as exigências determinadas pela OMS”,  Marina Rocha, coordenadora farmacêutica

Idas a farmácia durante a pandemia

A Droga Rocha também tem usado seus canais diretos de comunicação para orientar e informar. “No início, muitas pessoas estavam confusas em relação a doença, desse modo, logo estendemos uma campanha de orientação as redes sociais. Esse atendimento diferenciado e informativo também são realizados presencialmente ou por atendimento telefônico”. Destacou a coordenadora farmacêutica.

Os acessos aos serviços farmacêuticos chegam para facilitar e contribuir ainda mais com a rotina do “novo normal”, de forma segura, buscando se modernizar e ampliar os horários de atendimento, para, assim, garantir uma assistência de qualidade e experiência satisfatória.

Faturamento das farmácias cresce 7,74% no primeiro semestre 

Foto: Shutterstock

Fonte:

Deixe um comentário