Abandono de remédio pode agudizar, piorar ou até prolongar doenças

Administração de medicamentos com dose, dia e horários corretos é fundamental e deve ajudar nesta orientação

Eventualmente somos acometidos a tratar alguma doença e quando recebemos um diagnóstico, normalmente, já sabemos o tempo e a quantidade necessária de remédio que não pode ter um abandono.

No entanto, por vezes esse tratamento é abandonado antes do término prescrito pelo médico.

São diversas as razões que levam os pacientes a descontinuação.

Desde efeitos colaterais, perda de paladar, sensação de melhora, falta de recurso financeiro para aquisição, falta de organização ou entendimento da patologia, entre outros.

Problemas do abandono de remédio

Contudo, essa interrupção abrupta, sem recomendação de um profissional da saúde, é extremamente prejudicial.

Porque pode trazer uma piora imediata do quadro apresentado, piorar o prognóstico de uma doença crônica.

Ou também prolongar o tempo da doença no organismo.

Como por exemplo, a interrupção de um antibiótico antes do término prescrito, que propicia, portanto, a seleção de bactérias e essas passem a resistir aos fármacos.

Esse processo de compra, organização e administração dos medicamentos é quase sempre feito sem acompanhamento de um profissional de saúde.

Uma vez que, o paciente tem a responsabilidade de realizá-lo em sua própria residência.

Para isso, a organização dos remédios é fundamental para que o paciente siga com o tratamento.

“Controlar todos esses processos é o primeiro passo para ter sucesso em alcançar a cura ou controlar adequadamente doenças crônicas”, conta o enfermeiro e cofundador da SafePill, Arlei Alves.

Hoje, existem soluções para a diminuição do abandono de medicamentos como a organização por dose, dia e horários corretos, o que traz para o paciente mais segurança e evita a ingestão incorreta, além de trazer praticidade.

O enfermeiro destaca que a praticidade é essencial nos dias de hoje.

“O tratamento medicamentoso é importante e, às vezes, complexo. Saber dosar a quantidade correta, junto com data e horário, pode se tornar algo complicado, caso não haja uma boa organização, e é exatamente por isso que pensamos em resolver todas essas etapas desse processo com uma solução efetiva e simples”.

Fonte: SafePill

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário