AbbVie e Genmab anunciam acordo de colaboração em oncologia

As companhias estabeleceram colaboração de pesquisa para descoberta de novos anticorpos terapêuticos diferenciados para o câncer

A AbbVie (NYSE: ABBV) e a Genmab A/S (Nasdaq: GMAB) anunciam amplo acordo de colaboração para, conjuntamente, desenvolver e comercializar três candidatos a anticorpos biespecíficos, em fase inicial de investigação, e também para pesquisar e descobrir futuros anticorpos terapêuticos diferenciados para o câncer. A parceria inclui desenvolver programas de anticorpos biespecificos de futura geração da Genmab – epcoritamab (DuoBody®-CD3xCD20), DuoHexaBody®-CD37 e DuoBody-CD3x5T4. A colaboração combina o sistema de classe mundial da Genmab para a descoberta e desenvolvimento de candidatos a anticorpos terapêuticos biespecíficos, com o profundo conhecimento clínico da AbbVie, assim como sua plataforma inovadora de anticorpos conjugados inovadores (ADC, da sigla em inglês Antibody-Drug Conjugate) e sua liderança comercial global em terapias para cânceres hematológicos. 

A colaboração para a pesquisa em busca de novas descobertas combinará anticorpos patenteados de ambas as companhias com a tecnologia DuoBody da Genmab e a tecnologia ADC da AbbVie, para selecionar e desenvolver até quatro candidatos adicionais de anticorpos diferenciados de próxima geração, tanto em tumores sólidos quanto em cânceres  hematológicos. A tecnologia DuoBody-CD3 da Genmab seleciona e direciona células T citotóxicas para os tumores, provocando uma resposta imune contra as células tumorais malignas. A tecnologia ADC da AbbVie permite a liberação de uma toxina terapêutica diretamente nas células cancerosas, poupando células normais e saudáveis, o que resulta numa abordagem de tratamento mais direcionada e menos tóxica.

Colaboração em oncologia

“Esta colaboração transformadora nos permitirá acelerar, ampliar e maximizar o desenvolvimento de alguns dos mais promissores candidatos a anticorpos biespecíficos em estágio inicial, incluindo epcoritamab, com a meta principal de viabilizar estas possíveis terapias de forma mais rápida para os pacientes com câncer”, afirmou Jan van de Winkel, Ph.D. e CEO da  Genmab. “Este anúncio marca o início de uma nova jornada para a Genmab, que combina nosso conhecimento em biologia de anticorpos e profundo conhecimento em plataformas de tecnologia de anticorpos de nova geração verdadeiramente inovadores, com  a capacidade e posição de liderança da AbbVie em cânceres hematológicos”.  

“Epcoritamab é um importante ativo para a nossa já robusta unidade de onco-hematologia”, afirmou o médico Michael Severino, vice-chairman e presidente da AbbVie.  “Combinando as fortalezas de nossas duas organizações, podemos avançar o cenário de tratamento para os pacientes que lutam contra o câncer”. 

Detalhes do acordo de colaboração

Esta colaboração compreende o desenvolvimento e a comercialização conjunta de três candidatos a anticorpos terapêuticos biespecíficos.  As companhias compartilharão as responsabilidades comerciais de epcoritamab nos EUA e Japão, ficando a AbbVie responsável pela comercialização global nos demais países. A Genmab irá receber pelas vendas líquidas nos EUA e Japão e receberá royalties pelas vendas globais.

Quanto a DuoHexaBody-CD37, DuoBody-CD3x5T4 e qualquer outro candidato à terapia desenvolvido a partir de descobertas resultantes deste acordo de colaboração, Genmab e AbbVie compartilharão as responsabilidades de desenvolvimento global e comercialização nos EUA e Japão.  A Genmab detém o direito de co-comercializar estes produtos, junto com a AbbVie, fora dos EUA e Japão. Pela parceria de pesquisa, a Genmab conduzirá os estudos de Fase 1 para estes programas.  A AbbVie detém os direitos de optar pelo desenvolvimento do programa.

Pelos termos do acordo, a AbbVie pagará US$ 750 milhões adiantados à Genmab, que poderá receber até US$ 3.15 bilhões por determinados marcos regulatórios e em vendas por todos os programas, assim como royalties entre 22 por cento e 26 por cento das vendas líquidas de epcoritamab fora dos EUA e Japão. Exceto pelos royalties dessas vendas, as partes compartilharão lucros (50:50) pré-taxados da venda dos produtos. Estão incluídos entre os marcos o pagamento de até US$ 1.15 bilhão relativo ao sucesso de desenvolvimento clínico e comercial entre os três programas existentes de anticorpos biespecíficos. Adicionalmente, se todas as quatro gerações futuras de candidatos a anticorpos desenvolvidos resultantes da colaboração de pesquisa forem bem sucedidos, a Genmab poderá receber até US$ 2.0 bilhões, opção que pode exercer com base no sucesso dos programas. 

Foto: Shutterstock

Fonte: AbbVie

 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário