Dia do Genérico: Abradilan tem 44% do volume de unidades vendidas desses medicamentos

Seguros, confiáveis e com preços de mercado mais baratos que os medicamentos de referência, os genéricos se consolidaram como alternativa de tratamento para milhares de brasileiros

O Brasil comemora hoje, 20 de maio, o Dia do Genérico. Em termos de políticas públicas de saúde no País, a lei 9.787, que criou os genéricos, completou 21 anos de existência e se configura como uma das maiores conquistas.

Os medicamentos genéricos fortalecem a economia brasileira, que passou a contar com uma indústria farmacêutica moderna, dinâmica e que gera emprego para milhares de pessoas. Eles já proporcionaram uma economia de mais de R$ 150 bilhões em gastos com medicamentos pela sociedade, sendo que é um dos mercados que mais cresceu nos últimos anos no Brasil. O segmento registrou um crescimento de 14,87% em vendas, atingindo a marca de R$ 9,82 bilhões comercializados em 2019, já considerando os descontos concedidos ao varejo.

A Associação Brasileira de Distribuidores e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan) tem 28% do mercado total de distribuição e 18% do mercado total quando se considera também o varejo. O mercado total de distribuição é de 3,8 bilhões de unidades e o mercado total e varejo é de bilhões. Para genéricos, a Abradilan significa 44% do volume em unidades; em trade e similar, 48% do volume.

Genéricos na Abradilan

O presidente da Abradilan, Vinicius Andrade, revela que os medicamentos genéricos, juntamente com os similares, são a grande força de seus associados. “Os medicamentos genéricos são produtos que levam qualidade e preços acessíveis à população, portanto, têm um grande potencial de crescimento no mercado farmacêutico brasileiro. A rede de atendimento dos distribuidores da Abradilan é composta por mais de sete mil representantes comerciais que são muito bem preparados para orientar as drogarias sobre esses produtos e como eles podem ajudar nos negócios e o paciente.”

Andrade diz ainda que por se tratar de um dos segmento de medicamentos que mais cresce no mercado farmacêutico brasileiro, muitos distribuidores têm seus negócios focados nesta distribuição.

Mas, o grande beneficiário dos genéricos tem sido, de fato, o bolso do consumidor. E como além de baratos, são seguros e eficazes, conquistaram a confiança também da classe médica. Hoje, dos 20 medicamentos mais prescritos no Brasil, 15 são genéricos. Outra notícia boa, nesta história de conquistas, é que hoje existem genéricos para tratar mais de 90% das doenças conhecidas, das mais simples às mais complexas.

Crescimento ininterrupto do genérico

No Brasil, 97% das classes terapêuticas são atendidas pelo genérico, o que mostra a forte atuação da indústria farmacêutica e sua contribuição para um presente e um futuro de saúde. Hoje, o genérico é aceito por 80% da população, representando 33% dos medicamentos consumidos no País. A grande aprovação vem do fato de que as pessoas estão consumindo o genérico, conseguem se tratar adequadamente e se curar com ele, voltando a consumi-lo quando precisam, atestado de eficácia e segurança na prática.

Os próximos anos reservam vencimentos de patentes importantes, de produtos para cardiologia, doenças do sistema nervoso e Parkinson, que em breve terão suas versões genéricas disponíveis à população. O envelhecimento da população brasileira é outro fator que se consolida como grande oportunidade para o segmento de genéricos no País.

Dez genéricos mais vendidos (em volume e valor) em 2019

  1. Cetoprofeno (Medley)
  2. Rosuvastatina Cálcica (Sandoz)
  3. Amoxicilina + Clavulanato de Potássio (Sandoz)
  4. Citrato de Sildenafila (Eurofarma)
  5. Esomeprazol Magnésio (Medley)
  6. Levotiroxina Sódica (Merck)
  7. Succinato de Metoprolol (Medley)
  8. Tadalafila (Eurofarma)
  9. Amoxicilina + Clavulanato de Potássio (Eurofarma)
  10. Losartan Potássico (Neo Química)

Fonte: IQVIA, auditoria de mercado PMB, apenas canal varejo, total Brasil. Valores em R$ PPP (já considera o desconto entre a distribuição e o ponto de venda). Períodos MAT Dez’18 (Jan’18 à Dez’18) e MAT Dez’19 (Jan’19 à Dez’19)

Foto: Shutterstock

Fonte: Abradilan

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário