Abrafad cresce 13% e fatura R$ 1,8 bilhão em 12 meses

Entidade fundada em 2017 reúne redes associativistas em 12 Estados e já representa 1,5% do mercado financeiro das farmácias e 2% em unidades

O mercado farma no país, representado pelas redes de farmácias, grupos associativistas, franquias e farmácias independentes, apresentou, entre julho de 2019 e junho de 2020, faturamento da ordem de R$ 118 bilhões, o que representa um crescimento de 11% sobre o ano anterior. A Associação Brasileira das Redes Associativistas de Farmácias e Drogarias, criada em 2017 a partir da união de forças entre as redes Melhor Compra, Soma Drogarias e Universal Farma e fortalecida em seguida pela Multifarma, Small Farma e Usifarma, contribuiu com 13% de evolução no mesmo período, totalizando R$ 1,8 bilhão de faturamento, como apontam os dados do Panorama Farmacêutico da IQVIA. No acumulado de julho de 2018 e junho de 2019, a associação já havia registrado vendas de R$ 1,6 bilhão, acréscimo de 9,8% sobre o mesmo período do ano anterior. Isto demonstra o crescimento contínuo da associação acima do mercado.

Crescimento das redes da Abrafad

Em unidades, no mesmo período, julho de 2019 a junho de 2020, o crescimento de 7,5% do mercado farma continua sendo fortemente alavancado pelas associações e franquias em especial, além das farmácias independentes, que também aumentaram suas vendas em índices superiores aos das redes. Nesse fundamento, a Abrafad registrou vendas de 109 milhões de unidades, um crescimento de 14,6% nos últimos 12 meses. A entidade já havia registrado aumento de 10,6% no mesmo período do ano anterior, corroborando sua performance positiva no segmento de atuação.

A Abrafad, com nove grupos associados, representa 1,5% do mercado financeiro global e de 2% em unidades, com destaque para sua participação nas regiões Sudeste e Nordeste do país. Só no primeiro semestre de 2020, as redes associadas da Abrafad registraram vendas de R$ 943 milhões. No primeiro trimestre, de janeiro a março, elas foram de R$ 464 milhões. No último trimestre, de abril a junho, as vendas somaram outros R$ 479 milhões (3,3% maior do que o trimestre anterior), mostrando uma forte tendência de evolução.

Segundo Nílson Ribeiro, diretor-executivo da Abrafad, o crescimento dos segmentos de associações e franquias tem demonstrado forte evolução nos últimos anos, acima das redes e das farmácias independentes. “Isso mostra que a organização do varejo independente em grupos corporativos, unindo forças para se tornarem mais competitivos e investirem em modelos de gestão eficientes, fundamentados em treinamento, ferramentas, indicadores de performance, relacionamento com fornecedores e foco no consumidor, faz muita diferença”, afirma o executivo. “Esse é o verdadeiro sentido de transformar uma farmácia em um negócio de qualidade, onde o empreendedorismo empresarial se sobressai ao proprietário de uma farmácia”, completa.

Expansão da rede pelo país

Até o fim do primeiro semestre, a Abrafad reunia 1,9 mil pontos de venda em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Bahia, Pernambuco, Ceará, Pará, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Acre e Santa Catarina. A meta da entidade é atingir 3 mil PDVs associados até o final do ano. E para isso, a diretoria busca redes associativistas com mais de 25 lojas em todo o país. “Estamos também fechando mais parcerias com as indústrias, distribuidores e prestadores de serviço para fomentarmos ainda mais negócios para nossas redes”, destaca Ribeiro.

Foto e fonte: Abrafad

 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário