Abrafarma movimenta mais de R$ 20 bilhões

MIPs são responsáveis pelo resultado

As 24 redes de farmácias e drogarias da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) movimentaram R$ 22,78 bilhões no primeiro semestre de 2018, alta de 7,54% em relação ao mesmo período de 2017. Embora representem 9,2% do total de 76 mil farmácias no País, as redes associadas à entidade concentram mais de 45% do faturamento do setor.

Os Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs) foram os principais impulsionadores do resultado. Com faturamento superior a R$ 3,5 bilhões, a categoria cresceu 15,42% e representou 16% das vendas totais.

“Cerca de 60% dos pacientes recorrem a esses medicamentos sob orientação farmacêutica para gerenciar os sintomas do dia a dia. Os consumidores estão se tornando mais proativos em relação ao autocuidado com a saúde”, avalia o presidente executivo da Abrafarma, Sergio Mena Barreto.

Para o executivo, os investimentos realizados em inovação e vendas e a infraestrutura logística para evitar a ruptura nas gôndolas também foram responsáveis pelos valores positivos. “A abertura de novas lojas, especialmente em pequenas cidades com até 50 mil habitantes, também contribuiu para o aumento do faturamento”, acrescenta.

O balanço ainda apontou que o comércio geral de medicamentos totalizou R$ 15,64 bilhões, alta de 8,08% em relação ao primeiro semestre do ano passado. No primeiro semestre, o segmento de genéricos movimentou R$ 2,63 bilhões, um crescimento de 4,67% sobre o primeiro semestre de 2017. Ao todo, foram vendidas mais de 169 milhões de unidades.

A venda dos não medicamentos (itens de higiene, cosméticos, perfumaria e conveniência) fechou em R$ 7,13 bilhões, um acréscimo de 6,37%. O número de lojas aumentou 9,29%, passando de 6.533 para 7.140 unidades.

Fonte: Assessoria de Imprensa Abrafarma (Scritta)
Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário