Adesão ao tratamento de doenças crônicas cresce 19,9%

O mercado farmacêutico cresceu 6,2% no MAT julho 19 e MAT julho de 2020, e 10,5% no MAT julho 2021 e MAT julho 2021

A pandemia da Covid-19 pegou a todos de surpresa e ninguém poderia imaginar todos os desdobramentos e as mudanças causadas por ela.

Todos as pessoas e setores do varejo foram afetados e com a farmácia não foi diferente.

O Abrafarma Future Trends contou com a participação do Vice-presidente Latam da Close Up International, Paulo Paiva, e do vice-presidente sênior de Consultoria e Tecnologia da Iqvia, Sydney Clark, que trouxeram diversos insights sobre o varejo farma.

Eles mostraram que houve uma migração nas compras das farmácias dos grandes centros para os bairros mais afastados. Quem mais cresceu no período foram as redes associativistas e as farmácias independentes, por uma questão de geolocalização mais próxima às moradias das pessoas que ficaram em casa.

O mercado farmacêutico cresceu 6,2% no MAT julho 19 e MAT julho de 2020, e 10,5% no MAT julho 2021 e MAT julho 2021.

O impacto no crescimento entre 2020 e 2021 foi de 3,2%, enquanto 2,9% veio da adição de novas lojas. Isso porque houveram lojas sendo fechadas e também uma continuidade na abertura de lojas.

Já 8,9% vieram do preço.

Um ponto importante foi o mercado de medicamentos para o tratamento de doenças crônicas, como cardíacas, diabetes, respiratórias, entre outras. Houve um avanço de crescimento no mercado total de 19,9% de variação positiva entre o MAT julho 2019 e MAT julho 2021. Contudo, não houve aumento de prescrição, mas houve aumento no compliance, na adesão ao tratamento dos pacientes. A razão disso foi o maior acesso à informação.

O papel do farmacêutico no tratamento de doenças crônicas 

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Divulgação

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário