Alerta de risco de falta de sangue O-, A- e B-

Para ser doador é preciso seguir alguns critérios e protocolos devido a pandemia da Covid-19

O Banco de Sangue de São Paulo continua com seus estoques sanguíneos em estado crítico, um déficit que se acentuou desde o início do ano, de 65%. Porém, neste momento, os tipos sanguíneos que mais estão em falta são os negativos O, A e B.

Considerado universal, o sangue O- não pode faltar, pois em casos de extrema urgência, quando não há tempo para exames que comprovem qual o tipo de sangue do paciente, ele é o requisitado pelos hospitais.

Já os sangues A- e B- são tipos mais raros, que podem ser doados somente entre os que possuem o mesmo tipo sanguíneo.

Todos os tipos sanguíneos são necessários e apelo é para que os doadores compareçam urgente no local para praticar esse gesto solidário que salva até 4 vidas.

Para regularizar os estoques e evitar atrasos ou impactos nos atendimentos, são necessárias 160 doações diárias.

Com os casos de Covid-19, a situação faz as doações se tornarem ainda mais urgentes.

Assim, o Banco de Sangue de São Paulo segue rigorosamente todos os protocolos contra a Covid-19.

Recentemente conquistou, portanto, o selo Covid Free de Excelência, que é concedido às instituições que mantêm boas práticas preventivas para o enfrentamento ao coronavírus.

Requisitos básicos para doação de sangue

  • Apresentar um documento oficial com foto (RG, CNH, etc.)
  • Ter idade entre 16 e 69 anos desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença dos pais no momento da doação).
  • Estar em boas condições de saúde.
  • Pesar no mínimo 50 kg.
  • Não ter feito uso de bebida alcoólica nas últimas 12 horas.
  • Após o almoço ou ingestão de alimentos gordurosos, aguardar 3 horas. Não é necessário estar em jejum.
  • Se fez tatuagem e/ou piercing, aguardar 12 meses. Exceto para região genital e língua (12 meses após a retirada).
  • Se passou por endoscopia ou procedimento endoscópico, aguardar 6 meses.
  • Não ter tido gripe ou resfriado nos últimos 30 dias.
  • Não ter tido Sífilis, Doença de Chagas ou AIDS.
  • Não ter diabetes em uso de insulina.

Critérios específicos para o Coronavírus

  • Candidatos que apresentaram sintomas de gripe e/ou resfriado devem aguardar 30 dias após cessarem os sintomas para realizar doação de sangue.
  • Candidatos que viajaram para o exterior devem aguardar 14 dias após a data de retorno para realizar doação de sangue.
  • Candidatos à doação de sangue que tiveram contato, nos últimos 30 dias, com pessoas que apresentaram diagnóstico clínico e/ou laboratorial de infecções pelos vírus SARS, MERS e/ou 2019-nCoV, bem como aqueles que tiveram contato com casos suspeitos em avaliação, deverão ser considerados inaptos pelo período de 30 dias após o último contato com essas pessoas.
  • Candidatos à doação de sangue que foram infectados pelos SARS, ERS e/ou 2019-nCoV, após diagnóstico clínico e/ou laboratorial, deverão ser considerados inaptos por um período de 30 dias após a completa recuperação (assintomáticos e sem sequelas que contraindique a doação).

Banco de Sangue de São Paulo

Unidade Paraíso – Rua Tomas Carvalhal, 711 – Paraíso / Tel.: (11) 3373-2000

Atendimento: Segunda a sexta, das 8h às 17h, e sábado, domingo e feriados das 08h às 16h Estacionamento gratuito Hotel Matsubara – Rua Tomas Carvalhal, 480.

Fonte: Banco de Sangue de São Paulo

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário