Amoxicilina: o que é, para o que é indicado e efeitos colaterais

Amoxicilina é uma opção de tratamento de infecções bacterianas, principalmente nos pulmões, seios da face e amígdalas. Saiba tudo sobre o antibiótico

Um dos antibióticos mais conhecidos, a amoxicilina é útil no tratamento de diferentes infecções por bactérias, como as que acometem os pulmões, amígdalas e seios da face. Mas, como qualquer outro medicamento da mesma família, seu uso só pode ser feito com prescrição médica e com responsabilidade para não causar problemas futuros ao paciente. 

Saiba mais sobre o que é a amoxicilina, bem como para o que é indicado e seus efeitos colaterais! 

Infecções de garganta, nariz e ouvido: conexões doloridas 

O que é amoxicilina?

A amoxicilina é um antibiótico no qual o ingrediente ativo é uma penicilina. Ela pertence ao grupo dos antibióticos penicilânicos.

Ampicilina: o que é, para o que serve e como tomar? 

Para o que é indicada?

A amoxicilina é usada no tratamento de diversas infecções causadas por bactérias, que podem manifestar-se nos pulmões (pneumonia e bronquite), nas amígdalas (amigdalite), nos seios da face (sinusite), no trato urinário e genital, bem como na pele e nas mucosas. Assim, a amoxicilina atua destruindo as bactérias que causam essas infecções. 

Sistema respiratório em alerta 

Contraindicações da amoxicilina

O medicamento não pode ser utilizado por pessoas alérgicas à amoxicilina, bem como a outros antibióticos penicilínicos ou antibióticos similares, chamados cefalosporinas. Desse modo, no caso de reação alérgica anterior (como erupções de pele) ao tomar um antibiótico, é necessário informar ao médico antes de usar amoxicilina.

Além disso, antes de iniciar o tratamento com amoxicilina, informe o médico:

  • Se já apresentou reação alérgica a algum antibiótico. Isso pode incluir reações na pele ou inchaço na face ou pescoço.
  • Se apresenta febre glandular.
  • Se toma medicamentos usados para prevenir coágulos sanguíneos (anticoagulantes), tais como varfarina, o médico fará monitoramento e, se necessário, poderá, assim, sugerir ajustes na dose dos anticoagulantes.
  • Se apresenta problema nos rins.
  • Se não estiver urinando regularmente.
  • Se já teve diarreia durante ou após o uso de antibióticos.

água-tomar-amoxicilina

Os principais efeitos colaterais

Assim como todo medicamento, a amoxicilina pode provocar reações adversas, mas isso não ocorre com todas as pessoas. Os efeitos colaterais deste medicamento geralmente são leves.

Reações comuns (ocorrem entre 1% e 10% dos pacientes):

  • Diarreia (várias evacuações amolecidas por dia) e enjoo; quando isso acontece, os sintomas normalmente são leves e com frequência podem ser evitados tomando-se o medicamento no início das refeições. Assim, se continuarem ou se tornarem graves, consulte o médico.
  • Erupções da pele.

Reações incomuns (ocorrem entre 0,1% e 1% dos pacientes):

  • Vômito, bem como urticária e coceira.

Reações muito raras (ocorrem em menos de 0,01% dos pacientes):

  • Diminuição de glóbulos brancos (leucopenia reversível), que pode resultar em infecções frequentes, bem como febre, calafrios, inflamação da garganta ou úlceras na boca.
  • Baixa contagem de plaquetas (trombocitopenia reversível), que pode resultar em sangramento ou hematomas.
  • Destruição de glóbulos vermelhos e consequentemente anemia (anemia hemolítica), que pode resultar em cansaço, dores de cabeça e falta de ar causada pela prática de exercícios físicos, vertigem, palidez e amarelamento da pele e/ou dos olhos.
  • Sinais repentinos de alergia, tais como erupções da pele, prurido (coceira) ou urticária, inchaço da face, dos lábios, da língua ou de outras partes do corpo, falta de ar, respiração ofegante ou problemas para respira.
  • Convulsões podem ocorrer em pacientes com função renal prejudicada ou que estejam recebendo doses altas do medicamento.
  • Hipercinesia (presença de movimentos exacerbados e incontroláveis), tontura.
  • Candidíase mucocutânea, infecção micótica (causada por fungos) que normalmente afeta as partes íntimas ou a boca; além disso, na área genital, pode provocar coceira e queimação (com a presença de uma fina camada de secreção branca), e na boca ou na língua podem surgir pintas brancas dolorosas.
  • Colite associada a antibióticos (inflamação no cólon), causando diarreia grave, que também pode conter sangue e ser acompanhada de cólicas abdominais.
  • Sua língua pode mudar de cor, assim, ficando amarela, marrom ou preta, e dar a impressão de ter pelos (língua pilosa negra).

Outros possíveis efeitos colaterais

  • Houve relatos de descoloração superficial dos dentes em crianças. Uma boa higiene oral ajuda a prevenir esse efeito porque o produto pode, em geral, ser removido com a escovação (apenas para amoxicilina em suspensão oral);
  • Efeitos relacionados ao fígado: podem manifestar-se como enjôo, vômito, perda de apetite, sensação geral de mal-estar, febre, coceira, bem como amarelamento da pele e dos olhos e escurecimento da urina e aumento de algumas substâncias (enzimas) produzidas pelo fígado.
  • Reações cutâneas graves: cutânea (eritema multiforme), que pode formar bolhas (com pequenas manchas escuras centrais rodeadas por uma área pálida, com um anel escuro ao redor da borda); erupção cutânea generalizada com bolhas e descamação da pele na maior parte da superfície corporal (necrólise epidérmica tóxica); outras erupções na pele com bolhas e descamação, especialmente ao redor da boca, nariz, olhos e genitais (síndrome de Stevens-Johnson); na pele com bolhas contendo pus (dermatite esfoliativa bolhosa); bem como erupções escamosas na pele, com bolhas e inchaços sob a pele (exantema pustuloso).
  • Doença renal (problemas para urinar, possivelmente com dor e presença de sangue ou cristais na urina).

blister-comprimido-amoxicilina

A amoxicilina interfere no efeito de pílulas anticoncepcionais?

No caso de mulheres que fazem uso de pílulas anticoncepcionais, como acontece com outros antibióticos, talvez sejam necessárias precauções adicionais para evitar a gravidez

Alguns outros medicamentos podem causar efeitos indesejáveis se ingeridos durante o tratamento com amoxicilina. Dessa forma, não deixe de avisar o médico no caso de tratamento com:

  • Medicamentos usados no tratamento de gota (probenecida ou alopurinol).
  • Outros antibióticos.
  • Anticoagulantes.

Antibióticos podem diminuir a eficácia da pílula anticoncepcional 

Como tomar?

A amoxicilina deve ser tomada de acordo com as orientações do médico sobre a maneira e a hora correta de tomar o medicamento. Ele decidirá a quantidade diária necessária e o tempo durante o paciente usará o medicamento.

A bula recomenda ingerir o medicamento nas refeições, embora, ele continue eficaz mesmo que você o tome em outros horários. Além disso, o medicamento deve ser tomado até o fim do tratamento prescrito pelo médico. O paciente não pode parar somente porque se sente melhor. 

Álcool e antibiótico é prejudicial à saúde? Efeitos e orientações 

Qual o preço da amoxicilina?

A amoxicilina custa em torno de R$ 30, mas seu preço depende da posologia. 

Conclusão

A amoxicilina é um antibiótico no qual o ingrediente ativo é uma penicilina. Ela pertence ao grupo dos antibióticos penicilânicos.

Se utilizada com prescrição médica e pelo tempo indicado, a amoxicilina é uma ótima opção de tratamento de infecções bacterianas, principalmente nos pulmões, seios da face e amígdalas. 

Lembre-se de nunca interromper o tratamento no meio, ainda que se sinta bem. 

Apesar de ter reações adversas brandas, caso se sinta mal ou apresente algum desses sintomas, não deixe de ir a um médico de confiança. 

 

Fonte:

Bula EMS

 

Fonte: Guia da Farmácia

Fotos: Shutterstock

Não se automedique, consulte um profissional de saúde.

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário