ANPD estuda práticas de proteção de dados no setor farmacêutico

A análise tem intuito de incentivar as associações a promoverem boas práticas no setor quanto à adequação à LGPD

Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) vem conduzindo estudo sobre as práticas de proteção de dados pessoais no setor farmacêutico.

E, portanto, iniciou diálogo com entidades representativas de drogarias e farmácias, tais como:

Associação Brasileira das Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), ABCFarma, Associação Brasileira das Redes Associativistas de Farmácias e Drogarias (Abrafad) e Associação de Farmácias e Drogaria (Asfad).

Conduzida pela Coordenação-Geral de Tecnologia e Pesquisa (CGTP), a análise tem, portanto, o intuito de incentivar as associações a promoverem boas práticas no setor quanto à adequação à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

O estudo também objetiva promover a atualização das políticas e dos avisos de privacidade e a melhora no diálogo.

E também na transparência dessas associações com os titulares dos dados pessoais.

Fonte: Gov.br

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário