Ansiedade causa pressão alta?

Especialistas da Omron Healthcare explicam como controlar a ansiedade no dia a dia

A pressão arterial é influenciada por inúmeros fatores relacionados ao estilo de vida de cada um. Alimentação, estresse, noites de sono e trabalho são apenas alguns fatores.

É normal que, em situações de tensão, principalmente quando são frequentes, o corpo se prepare para reagir, e um dos sintomas comuns é a elevação da pressão arterial.

Pessoas ansiosas têm maior risco de sofrer com picos hipertensivos.

Então, pode-se dizer que a ansiedade causa pressão alta.

Todavia, vale alertar que esses picos em uma pessoa ansiosa, quando aliados a outros fatores que afetam a saúde, como obesidade, estresse, sono irregular e alto consumo de sal, podem levar a um quadro crônico de hipertensão.

Para controlar a ansiedade no dia a dia, especialistas da Omron Healthcare, listam algumas dicas, como, por exemplo:

Praticar atividades físicas

A prática regular de atividades físicas é uma recomendação médica tanto para pessoas com pressão alta quanto para quem sofre com a ansiedade. Isso acontece porque o gasto energético e a movimentação do corpo ajudam a proteger o organismo dos efeitos prejudiciais do estresse e melhorar a capacidade cardiovascular.

Quando entra em movimento e tem um gasto energético maior que o habitual, há uma liberação de endorfina na corrente sanguínea, também conhecida como “hormônio da felicidade”. Ela é liberada durante e após uma atividade física, proporcionando uma sensação de bem-estar e conforto.

Conforme o corpo se adapta aos movimentos da atividade, a endorfina vai sendo liberada gradualmente, ao ponto que é possível sentir o bem-estar. Para a prática de atividades, é importante se basear naquilo que você mais gosta de fazer e nas suas necessidades físicas. É a maneira de tornar a prática uma rotina.

No caso de pessoas com condições de saúde específicas, como os asmáticos, com algum tipo de deficiência física e idosos, é ainda mais importante consultar um médico antes de começar a prática de exercício físico. Dessa forma, é possível evitar lesões ou outros danos à saúde.

Cuidar da saúde emocional

A pressão alta ocasionada por fatores emocionais é muito mais comum do que se imagina.

Quando as pessoas têm a sensação de que estão a “ponto de explodir”, ocorrem reações químicas no corpo, gerando estresse, elevação da pressão arterial e outros efeitos danosos à saúde.

Medo, mania de perfeição e ansiedade também são sensações comuns que podem contribuir para a pressão alta.

Por isso, é recomendado manter uma rotina de cuidados com a saúde emocional para evitar problemas de saúde mais graves.

Por exemplo, reserve tempo para momentos de lazer e descanso na sua semana. Antes que seu corpo chegue a um estado de esgotamento, procure descansar e relaxar.

Atividades que exigem equilíbrio, tranquilidade e concentração podem ajudar bastante. Meditação, leitura e exercícios de respiração controlada, por exemplo, são algumas práticas úteis. Vale a pena tentar criar uma rotina com técnicas desse tipo para conseguir cultivar o equilíbrio emocional.

Monitorar a pressão arterial

Mesmo com hábitos de vida saudáveis, quem está com suspeita de pressão alta ou passou por um diagnóstico de hipertensão precisa fazer o monitoramento frequente da pressão arterial. Essa é uma recomendação que o médico pode fazer e passar todas as diretrizes ao paciente.

A grande vantagem é que o monitoramento pode ser feito sem sair de casa, usando um monitor de pressão arterial. Para os médicos, é muito importante saber como oscila a pressão arterial dos pacientes ao longo do dia, pois esse cuidado facilita a indicação dos melhores medicamentos e demais orientações para o tratamento.
Foto: Divulgação
Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário