fbpx

Anvisa aprova medicamento para tratamento profilático do Angioedema Hereditário

O medicamento é indicado especificamente para a prevenção das crises causadas pelo Angioedema Hereditário (AEH), em pacientes adultos e pediátricos a partir de 12 anos de idade

A Shire, empresa do grupo Takeda, uma biofarmacêutica global, anuncia a aprovação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de Takhzyro® (lanadelumabe). O medicamento é indicado especificamente para a prevenção das crises causadas pelo Angioedema Hereditário (AEH), em pacientes adultos e pediátricos a partir de 12 anos de idade, e poderá ser administrado pelo paciente ou cuidador em ambiente domiciliar, via injeção subcutânea (apenas após o treinamento sobre a técnica de injeção SC por um profissional de saúde).

O Angioedema Hereditário é uma doença genética rara, que não tem cura. Os pacientes sofrem ataques recorrentes de inchaços em diversas partes do corpo como rosto, abdômen, mãos e garganta. Esses episódios causam dor e, no caso de obstrução das vias aéreas e asfixia, podem ser fatais. Contudo, o diagnóstico enfrenta inúmeras barreiras, como desconhecimento e sintomas similares a outras doenças.

A aprovação de lanadelumabe foi baseada na pesquisa de fase 3 ad-hoc realizada pelo Estudo HELP™, em que foi comprovado que o medicamento começa a prevenir as crises de AEH a partir do primeiro dia de tratamento, com redução de 80,1% na taxa média mensal de ataques comparado ao placebo.

Takeda recebe certificação Top Employer Brasil 2020
Foto: Shutterstock
Fonte: Takeda

1 comentário

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: