Anvisa aprova novo tratamento oral para câncer de mama avançado

Medicamento da Eli Lilly também é aprovado para casos metastáticos da doença

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou o registro do Verzenios (abemaciclibe). O medicamento é indicado para o tratamento de pacientes adultos com câncer de mama avançado ou metastático, com receptor hormonal positivo e receptor do fator de crescimento humano epidérmico 2 negativo, em combinação com um inibidor da aromatase como terapia endócrina inicial; em combinação com fulvestranto como terapia endócrina inicial ou após terapia endócrina; como agente único, após progressão da doença após o uso de terapia endócrina; e um ou dois regimes quimioterápicos anteriores para doença metastática. Lançado nos Estados Unidos em 2017 e aprovado na Europa e no Japão em 2018, o Brasil é o primeiro país da América Latina a contar com a nova opção terapêutica, cujo lançamento deve ocorrer no segundo trimestre de 2019.

Verzenios é um inibidor das enzimas CDK4 e CDK6 utilizado para o tratamento do subtipo mais comum de câncer de mama metastático, chamado HR+/HER2- (receptor hormonal positivo/ receptor do fator de crescimento epidérmico humano 2 negativo). O medicamento atua no bloqueio das enzimas envolvidas no crescimento de células cancerígenas.

Números alarmantes do câncer de mama

De acordo com o Grupo Brasileiro de Estudos do Câncer de Mama (GBECAM), no Brasil, a doença é uma das mais comuns causas de morte entre as mulheres de 35 a 54. Por ano, no País, em torno de 52.680 novos casos de tumor de mama são diagnosticados e cerca de 13.000 pacientes morrem em virtude destes tumores. Estima-se que 52 mulheres em cada 100 mil serão diagnosticadas com câncer de mama ao longo de suas vidas e 75% destas mulheres estarão na fase de pós-menopausa (fase que se segue quando cessa a menstruação). Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC), entre as mulheres com um estágio mais avançado no diagnóstico, a sobrevida é menor: em cinco anos é de 99% para doença localizada, 85% para doença regional e 26% para doença metastática. Outros fatores, como o tamanho do tumor, também afetam as estimativas de sobrevida em cinco anos.

Fonte: Guia da Farmácia
Foto: Shutterstock

Aprovada nova opção de tratamento para o câncer

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário