fbpx

Anvisa aprova novo tratamento oral para câncer de mama avançado

Medicamento da Eli Lilly também é aprovado para casos metastáticos da doença

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou o registro do Verzenios (abemaciclibe). O medicamento é indicado para o tratamento de pacientes adultos com câncer de mama avançado ou metastático, com receptor hormonal positivo e receptor do fator de crescimento humano epidérmico 2 negativo, em combinação com um inibidor da aromatase como terapia endócrina inicial; em combinação com fulvestranto como terapia endócrina inicial ou após terapia endócrina; como agente único, após progressão da doença após o uso de terapia endócrina; e um ou dois regimes quimioterápicos anteriores para doença metastática. Lançado nos Estados Unidos em 2017 e aprovado na Europa e no Japão em 2018, o Brasil é o primeiro país da América Latina a contar com a nova opção terapêutica, cujo lançamento deve ocorrer no segundo trimestre de 2019.

Verzenios é um inibidor das enzimas CDK4 e CDK6 utilizado para o tratamento do subtipo mais comum de câncer de mama metastático, chamado HR+/HER2- (receptor hormonal positivo/ receptor do fator de crescimento epidérmico humano 2 negativo). O medicamento atua no bloqueio das enzimas envolvidas no crescimento de células cancerígenas.

Números alarmantes do câncer de mama

De acordo com o Grupo Brasileiro de Estudos do Câncer de Mama (GBECAM), no Brasil, a doença é uma das mais comuns causas de morte entre as mulheres de 35 a 54. Por ano, no País, em torno de 52.680 novos casos de tumor de mama são diagnosticados e cerca de 13.000 pacientes morrem em virtude destes tumores. Estima-se que 52 mulheres em cada 100 mil serão diagnosticadas com câncer de mama ao longo de suas vidas e 75% destas mulheres estarão na fase de pós-menopausa (fase que se segue quando cessa a menstruação). Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cancerologia (SBC), entre as mulheres com um estágio mais avançado no diagnóstico, a sobrevida é menor: em cinco anos é de 99% para doença localizada, 85% para doença regional e 26% para doença metastática. Outros fatores, como o tamanho do tumor, também afetam as estimativas de sobrevida em cinco anos.

Fonte: Guia da Farmácia
Foto: Shutterstock

Aprovada nova opção de tratamento para o câncer

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.

Deixe um comentário