Anvisa aprova uso emergencial de medicamento contra Covid-19

Agência contraindicou o molnupiravir para grávidas e menores de 18 anos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, por unanimidade, na última quarta-feira (4), o uso emergencial do medicamento antiviral molnupiravir para tratamento da Covid-19.

O medicamento é desenvolvido e indicado para uso em pacientes adultos, que não necessitem de oxigênio suplementar e apresentem risco elevado de agravamento da doença.

A agência contraindicou o uso em mulheres grávidas, que tenham chance de engravidar e durante a amamentação.

De acordo com a agência, as altas doses do remédio podem comprometer o desenvolvimento do feto.

Contudo, a Anvisa também não referenda a aplicação para menores de 18 anos, em pacientes que já estejam hospitalizados e para uso preventivo da covid-19.

Em seu voto, o diretor presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres, afirmou que o uso do medicamento não substitui a vacinação.

E ressaltou que a autorização temporária e emergencial é para oferecer mais uma opção ao Ministério da Saúde (MS).

“O objetivo da referida autorização temporária e emergencial é oferecer mais uma opção a ser disponibilizada ao Ministério da Saúde no enfrentamento da covid 19 e que em absoluto versa por substituir a ferramenta vacinal, que cada vez mais tem se mostrado importante arma de combate ao vírus” , afirmou.

A saber, o medicamento também teve uso aprovado nos Estados Unidos (FDA), na Europa (EMA), no Japão, no Reino Unido, na Austrália e pela Organização Mundial da Saúde, e já está em uso em 17 países.

MSD e Ridgeback Biotherapeutics anunciam descobertas contra a Covid-19 no ensaio fase II de Molnupiravir

Fonte: O Globo

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário