Anvisa lança regulamentação para suplementos alimentares

Produtos terão garantia de segurança e qualidade

A Diretoria Colegiada (Dicol) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou um novo marco regulatório para os suplementos alimentares, que passaram a contar com uma regulamentação específica. São considerados suplementos alimentares os produtos que podem conter diferentes nutrientes, substâncias bioativas, enzimas e probióticos.

Com a nova regulamentação, o acesso dos consumidores a produtos seguros e de qualidade será mais fácil, além de ajudar a reduzir a assimetria de informações existente nesse mercado, especialmente sobre a veiculação de alegações sem comprovação científica.

A Resolução de Diretoria Colegiada (RDC) trará os requisitos sanitários gerais destes produtos, incluindo regras de composição, qualidade, segurança e rotulagem. A Anvisa também publicará uma Instrução Normativa (IN), que trará a lista dos ingredientes permitidos e das alegações autorizadas. O documento será atualizado periodicamente e estabelecerá limites mínimos e máximos para cada substância, de acordo com grupo populacional, como crianças, gestantes ou lactantes.

A Agência publicará, ainda, uma RDC que trata sobre aditivos e coadjuvantes de tecnologia permitidos para estes itens, além de uma RDC sobre estudos necessários para comprovar a segurança e a eficácia dos probióticos.

As empresas terão cinco anos para adequarem os produtos que já estão no mercado à nova norma. Porém, os novos suplementos alimentares já deverão ser comercializados de acordo com as novas regras.

Fonte: Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrafar)
Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário