Anvisa promete agilizar processo de análise de importações

Medida foi apresentada no encontro Sindusfarma

Em encontro no Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos no Estado de São Paulo (Sindusfarma), a gerente da GCPAF-Anvisa, Rosilane de Aquino, apresentou a minuta de formulário com informações complementares sobre importação, com o qual a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) pretende agilizar o processo de análise e diminuir a quantidade de documentos que devem ser apresentados no dossiê de importação, por já constarem do banco eletrônico da Agência.

A gerente da Gerência de Controle Sanitário de Produtos e Empresas, Portos, Aeroportos e Recintos Alfandegado também divulgou o link da pesquisa que está sendo realizada sobre o mapeamento da percepção dos despachantes e importadores sobre o desembaraço de bens e produtos anuídos pela Anvisa. O link estará disponível para contribuição do setor regulado até 31/10/2016.

A reunião foi promovida em conjunto com a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec ) e o Sindicato dos Despachantes Aduaneiros de São Paulo (Sindasp-SP).

Os principais problemas apontados pelos usuários do sistema, motivos e seus encaminhamentos também foram discutidos no encontro, entre eles: falhas na geração de GRU; códigos de assunto para algumas situações e sua tramitação; falhas de tramitação; tempo de compensação bancária para GRU e prazo para o protocolo; e gerenciamento de risco.

Rosilane afirmou que a Anvisa está aberta a novas sugestões e pronta a dialogar com o setor regulado, para entender os problemas que estão ocorrendo e propor melhorias no sistema. Reforçou que o agente regulador e o setor regulado devem caminhar juntos.

Foto: Shutterstock 

 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário