fbpx

Anvisa suspende importação de ranitidina produzida por laboratório indiano

Anvisa suspende a importação de ranitidina. Os medicamentos são comumente usados para combater azia e úlceras estomacais

Após a detecção da impureza chamada N-nitrosodimetilamina (NDMA), a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) suspenderá a importação, o uso e a comercialização do insumo farmacêutico ranitidina fabricado pela Saraca Laboratories Limited, localizada na Índia.

A ação é preventiva, já que estudos em animais classificam a NDMA como um provável agente cancerígeno humano. A NDMA é uma nitrosamina, substância que pode ser encontrada na água e em alimentos, mas não é esperado que cause danos quando ingerida em níveis muito baixos.

Veja Mais

Nos Estados Unidos, o Food and Drug Administration (FDA), agência responsável pela regulação de medicamentos, identificou níveis baixos de impurezas em medicamentos. No entanto, ainda não há uma definição do real risco desses produtos, já que as quantidades identificadas são pouco maiores do que as que podem ser encontradas em alimentos comuns.

Com a suspensão, o insumo farmacêutico ativo deste fabricante específico não pode mais entrar no País. A Anvisa está avaliando os dados e fornecerá mais informações assim que estiverem disponíveis.

Os medicamentos com ranitidina têm perfil de segurança bem estabelecido e são amplamente utilizados para azia e úlceras estomacais.

Os pacientes que tiverem alguma dúvida sobre o tratamento atual podem falar com seu médico ou farmacêutico. Nesse momento, não há recomendação de suspensão de uso. Porém, existem vários outros medicamentos utilizados para as mesmas indicações que podem ser usados como alternativas terapêuticas.

Foto: Shutterstock
Fonte: Uol VivaBem

2 Comentários

  1. Avatar
    Luciana Cristina Pigatto em

    Na realidade se poderia fazer uso da betaina melhor do que a ranitidina.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: