AstraZeneca concorda em comprar farmacêutica por US$ 39 bilhões

O negócio chega em um momento crucial para a AstraZeneca, que está no estágio final de desenvolvimento de uma vacina contra a Covid-19

A AstraZeneca PLC informou neste sábado (12) que concordou em comprar a Alexion Pharmaceuticals Inc., por US$ 39 bilhões em ações e dinheiro, uma medida que reforçaria a pegada da gigante britânica de medicamentos em imunologia e doenças raras.

O negócio chega, portanto, em um momento crucial para a AstraZeneca, que está no estágio final de desenvolvimento de uma vacina considerada líder contra a Covid-19, desenvolvida em parceria com a Universidade de Oxford.

Dessa maneira, a vacina está sendo, todavia, revisada por reguladores de medicamentos do Reino Unido e da Europa.

Ela pode ser, então, autorizada para uso de emergência no Reino Unido dentro de algumas semanas.

A empresa embarcou, então, em um dos esforços mais ambiciosos para fabricar e distribuir a vacina entre um punhado de gigantes farmacêuticos ocidentais, presumindo que receba luz verde para o imunizante.

Crescimento

Com o negócio da Alexion, a empresa agora também está buscando um dos maiores negócios da indústria farmacêutica do ano.

A AstraZeneca disse que o Alexion trará maior presença científica em imunologia, com uma unidade de doenças raras com sede em Boston.

Os diretores de ambas as empresas aprovaram, assim, a aquisição, que esperam ser concluída no terceiro trimestre de 2021.

A AstraZeneca se reinventou nos últimos anos como uma potência de drogas contra o câncer.

Ela havia sofrido redução de receita em anos anteriores, pois os sucessos de seu portfólio foram atingidos pela concorrência dos genéricos quando as patentes expiraram.

AstraZeneca anuncia testes da vacina de Oxford combinada com a Sputnik V, da Rússia 

Fonte: Folha Vitória / Dow Jones Newswires / Estadão Conteúdo

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário