fbpx

Auditoria preventiva ajuda estabelecimentos credenciados ao programa “Farmácia Popular”

O serviço de auditoria preventiva que realiza análise de documentos evita que farmácias sejam penalizadas e descredenciadas do programa do Governo Federal, Farmácia Popular

Criado em 2004, o programa ‘Farmácia Popular do Brasil’ ampliou o acesso da população aos medicamentos considerados essenciais, com oferta de produtos gratuitos ou a preços reduzidos a cerca de 20% da população do País. No último levantamento do Ministério da Saúde, havia no Brasil mais de 34 mil farmácias credenciadas, distribuídas em mais de quatro mil municípios.

Para garantir a transparência do processo, o Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégicos (DAF) e do Departamento Nacional de Auditoria do Sistema Único de Saúde (Denasus), tem aumentado o número de auditorias e fiscalizações para combater possíveis irregularidades dos estabelecimentos credenciados no programa “Farmácia Popular”.

Dessa forma, para evitar penalizações, os empresários do setor farmacêutico têm utilizado os serviços de auditoria preventiva, para check-list de documentos e processos.

É o caso do Clube Multifar, um produto do grupo Pacto Mais, que oferece trabalhos especializados em assessoramento nas demandas do ‘Farmácia Popular’. Assim, para identificar as possíveis não conformidades no processo. Ao final do trabalho, é gerado um relatório com orientações sobre as regras do programa do governo.

“Todos os programas federais estão sendo analisados e fiscalizados. É uma realidade deste setor que muitos estabelecimentos ligados ao Farmácia Popular apresentam não conformidades que precisam ser corrigidas para evitar o pagamento de multas e o descredenciamento. A auditoria preventiva nos estabelecimentos da “Farmácia Popular” faz uma análise das autorizações de vendas e elabora defesas para evitar punições administrativas e criminais. Atualmente, oferecemos os serviços de treinamentos e auditorias preventivas de acordo com as regras do Farmácia Popular. Assim, a fim de garantir a permanência dessas empresas dentro do programa”, explica a advogada da da Pacto Mais, Ana Flávia Castro.

Sua Receita Digital

Além de estarem atentos às regras do programa, os estabelecimentos também precisam arquivar todos os documentos utilizados para dispensação dos medicamentos e correlatos por até cinco anos.

Assim, para garantir que toda essa documentação esteja armazenada de forma segura é utilizando o “Sua Receita Digital”, da Pacto Mais. A ferramenta automatiza três importantes funcionalidades: digitaliza os documentos, reconhece e compara a assinatura do documento de identificação com o cupom vinculado e preenche o número de autorização.

O Sua Receita Digital é uma ferramenta que traz mais rapidez no atendimento aos beneficiários do programa. Assim, garantindo segurança na conferência de documentos pelos estabelecimentos, bem como facilitando a comprovação da autenticidade da documentação, fundamental para assegurar que não haja fraudes no processo. Afinal, os arquivos ficam disponíveis para auditoria do Ministério da Saúde.

Foto: Fotoarena
Fonte: Pacto Mais

Deixe um comentário