Baixa imunização faz doenças erradicadas voltarem ao Brasil

Sarampo, febre amarela e poliomelite colocam País em risco

Três doenças consideradas erradicadas voltaram a assombrar os brasileiros neste ano: a febre amarela, o sarampo e a poliomelite. A situação é preocupante porque o País vive a mais baixa cobertura vacinal dos últimos dez anos.

No início do ano, houve um período de atenção em relação ao número de casos de febre amarela. Entre julho de 2017 e abril deste ano, foram registrados 1.127 casos da doença, quase o dobro que o mesmo período no ano anterior.

Além disso, desde janeiro, já foram registrados 677 casos de sarampo. Amazônia e Roraima têm os maiores índices da doença. De acordo com as autoridades, os casos estão relacionados ao fluxo migratório da Venezuela, assim como o caso de poliomielite. A América Latina foi considerada zona livre da doença em 1994. No Brasil, o último caso ocorreu em 1989. No Brasil, o último caso aconteceu em 1989.

“É preciso que todos os postos tenham sala de vacinação e eles estejam abertos na hora em que a população precisa. Não é possível que os pais levem a criança ao posto e ela não possa ser vacinada por indisponibilidade de atendimento, o que vemos ocorrer com muita frequência”, complementa ele.


Fonte: Assessoria de Imprensa IESB (RP1)

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário