Bayer apresenta pesquisa ampliada e novas abordagens para avançar no tratamento do câncer na ASCO 2021

Dados em outros estados da doença sobre o crescente portfólio de Oncologia da Bayer com copanlisibe, regorafenibe e sorafenibe também serão apresentados

A Bayer apresentará novos dados na área de Oncologia referentes aos tratamentos aprovados e que estão em estudos no encontro anual da American Society of Clinical Oncology (ASCO) entre 4 e 8 de junho.

Na ocasião, serão, então, compartilhados uma atualização da eficácia e também os achados de segurança a longo prazo do tratamento oncológico de precisão larotrectinibe (Vitrakvi®), para pacientes com câncer com fusão TRK.

A partir de um conjunto de dados integrado; sub-análises para pacientes com câncer com fusão TRK com tumores do sistema nervoso central primário (SNC) e câncer de pulmão, respectivamente; bem como resultados atualizados de uma comparação intra-paciente.

Esses dados baseiam-se, portanto, no perfil clínico robusto de Vitrakvi® em pacientes com a fusão genética NTRK.

Aprovação do tratamento

O tratamento, que foi o primeiro a receber indicação tumor-agnóstica nos Estados Unidos e na União Europeia e também no Brasil, é aprovado em mais de 40 países, com indicação para pacientes adultos e pediátricos com câncer com fusão TRK.

Dessa maneira, os registros adicionais em outras regiões estão sendo, então, planejados ou em andamento.

Novos dados de acompanhamento estendido sobre a tolerabilidade e resposta ao tratamento do ensaio ARAMIS fase III da darolutamida (Nubeqa®) em câncer de próstata não metastático resistente à castração (CPRCnm).

E também uma exploração da preferência do paciente entre darolutamida e enzalutamida também serão apresentados.

Os dados da análise de seguimento estendido se somam ao perfil clínico estabelecido para Nubeqa® em pacientes com CPRCnm, com melhorias significativas na sobrevida global e livre de metástase.

E também um perfil de segurança favorável durante um período de tratamento prolongado comparável, portanto, apenas à terapia de privação androgênica.

Produto aprovado

O produto é aprovado em vários mercados ao redor do mundo, incluindo Brasil, Estados Unidos, União Europeia, Japão e China, para o tratamento de pacientes com CPRCnm, que apresentam, então, alto risco de desenvolver metástases.

Registros adicionais em outras regiões estão sendo planejados ou em andamento.

A saber, o produto é desenvolvido pela Bayer em conjunto com a Orion Corporation, uma empresa farmacêutica finlandesa com operação global.

Pesquisas adicionais destacando cloreto de rádio (223 Ra) (Xofigo®), primeira terapia alfa direcionada já aprovada, também serão exibidas em apresentações sobre três ensaios em andamento na Fase III/IV.

Incluindo também uma apresentação oral do estudo PEACE-III em curso, em que Xofigo® está sendo investigado em combinação com enzalutamida.

Xofigo

O Xofigo® é aprovado em mais de 50 países, incluindo Brasil, Estados Unidos, União Europeia, China e Japão para pacientes com CPRCm, metástases ósseas sintomáticas e sem metástases viscerais conhecidas.

Dados de subconjunto do ensaio CHRONOS-3 Fase III avaliando copanlisibe e rituximabe em comparação com rituximabe e placebo em linfoma folicular recorrente ou linfoma de zona marginal analisarão o potencial da terapia combinada em diferentes tipos de linfoma não-Hodgkin indolente.

Benefícios

Os resultados do CHRONOS-3 publicados recentemente no The Lancet Oncology mostraram um benefício significativo de sobrevida livre de progressão (SLP) em pacientes com linfoma não-Hodgkin indolente em todos os subgrupos pré-especificados.

Copanlisibe, único pan-inibidor classe I Fosfoinositídeo 3-quinase (PI3Ks), é atualmente aprovado nos EUA, Israel e Taiwan sob a marca Aliqopa® para o tratamento de pacientes adultos com linfoma folicular recorrente que receberam pelo menos duas terapias sistêmicas anteriores.

Aprovação dos medicamentos da Bayer contra o câncer

As aprovações foram baseadas na taxa de sobrevida global do estudo aberto de Fase II CHRONOS-1 (NCT01660451) de monoterapia com copanlisibe em 104 pacientes adultos com linfoma não-Hodgkin folicular de células B que tiveram, então, recidiva da doença após pelo menos duas terapias sistêmicas anteriores.

O composto também recebeu uma designação de terapia inovadora nos Estados Unidos e na China para linfoma de zona marginal com base, então, em dados clínicos de pacientes com linfoma de zona marginal inscritos no estudo CHRONOS-1.

A Bayer está em discussões com autoridades de saúde em todo o mundo sobre os dados do CHRONOS-3.

Dados de regorafenibe e sorafenibe irão, então, explorar novas abordagens de tratamento em vários tumores de difícil tratamento.

Potencialmente expandindo o uso desses tratamentos em populações mais amplas de pacientes.

Regorafenibe é aprovado sob a marca Stivarga® em mais de 100 países para câncer colorretal, tumores estromais gastrointestinais e câncer de fígado, bem como sorafenibe.

Que é aprovado, então, sob a marca Nexavar® para certos tipos de câncer de rim, de tireoide e de fígado.

Apresentações de projetos da Bayer para o encontro anual da ASCO de 2021 sobre o câncer:

Larotrectinibe

  • Eficácia e segurança a longo prazo do larotrectinibe em um conjunto de dados integrado de pacientes com câncer com fusão TRK
    • Estudo 3108; 4 de junho às 10h
  • Eficácia e segurança de larotrectinibe em pacientes adultos e pediátricos com tumores primários do sistema nervoso central com fusão positiva para o receptor da tropomiosina quinase (TRK)
    • Estudo 2002; 7 de junho às 09h
  • Eficácia e segurança a longo prazo de larotrectinibe em pacientes com câncer de pulmão de fusão TRK
    • Estudo 9109; 4 de junho às 10h
  • Comparação intra-paciente de ensaios clínicos de larotrectinibe em câncer com fusão TRK: um conjunto de dados expandido
    • Estudo 3114; 4 de junho às 10h

 

Darolutamida

  • Tolerabilidade da darolutamida a partir de acompanhamento prolongado e resposta ao tratamento no ensaio ARAMIS de Fase 3
    • Estudo 5079; 4 de junho às 10h
  • ODENZA: Um estudo francês prospectivo, randomizado, aberto, multicêntrico, cruzado de fase II de preferência entre darolutamida e enzalutamida em homens com câncer de próstata metastático resistente à castração (CRPC) assintomático ou levemente sintomático –Pesquisa iniciada pelo investigador
    • Estudo 5046; 4 de junho às 10h

Cloreto de rádio (223 Ra)

  • Diminuição da taxa de fratura pela obrigatoriedade de agentes de proteção óssea no ensaio EORTC 1333/PEACEIII combinando 223 Ra com enzalutamida versus enzalutamida sozinha: uma análise de segurança atualizada – Pesquisa iniciada pelo investigador
    • Estudo 5002; 8 de junho às 9h
  • Análise de biomarcadores de fase de ensaio IB de rádio-223 (Ra) e niraparibe em pacientes com câncer de próstata metastático resistente à castração (CPMRC) – Pesquisa iniciada pelo investigador
    • Estudo 5036; 4 de junho às 10h
  • Rádio-223 (223 Ra) versus nova terapia anti-hormonal para câncer de próstata metastático resistente à castração progressiva (CPMRC) após primeira linha de terapia anti-hormonal: RADIANT, um estudo internacional de fase 4, randomizado e aberto (teste em andamento)
    • Estudo TPS5093; 4 de junho às 10h
  • Ensaio de fase III de docetaxel versus docetaxel e rádio-223 (223 Ra) em pacientes com câncer de próstata metastático resistente à castração (CPMRC): DORA (TiP) – Pesquisa iniciada pelo investigador
    • Estudo TPS5091; 4 de junho às 10h
  • Ensaio randomizado de cloreto de rádio (223 Ra) e cabozantinibe em pacientes com carcinoma de células renais avançado com metástases ósseas (RADICAL / Alliance A031801) – Pesquisa iniciada pelo investigador
    • Estudo TPS4593; 4 de junho às 10h

Copanlisibe

  • Copanlisibe + rituximabe versus rituximabe + placebo em pacientes com recidiva de linfoma folicular ou linfoma de zona marginal: análise de subconjunto do estudo de fase III CHRONOS-3
    • Estudo 7510; 4 de junho às 10h

 

Regorafenibe

  • Resultados atualizados do estudo de fase 1b de regorafenibe de 80 mg/dia ou 120 mg/dia e pembrolizumabe para o tratamento de primeira linha de carcinoma hepatocellular avançado
    • Estudo 4078; 4 de junho às 10h
  • Estudo de fase 2 de braço único de regorafenibe e nivolumabe em pacientes com reparo incompatíveis ou de microssatélite proficiente em câncer colorretal 
    • Estudo 3560; 4 de junho às 10h

Sorafenibe

  • Preditor genético de diarreia grave induzida por sorafenibe e síndrome mão-pé
    • Estudo 3030; 4 de junho às 10h

Bayer doa R$ 2,7 milhões para resposta do Unicef à Covid-19 nas regiões da Amazônia Legal e do semiárido 

Fonte: Bayer

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário