Black Friday: Quais são as vantagens mais buscadas pelo brasileiro?

Consumidor monitora benefícios para economizar e fugir do endividamento

Promoções, ofertas, descontos, cupons e frete grátis são termos com grande procura em mecanismos de busca, como o Google, o ano todo. Entretanto, sazonalidades como a Black Friday elevam a demanda por esses benefícios. É um período mais voltado ao consumo, o que estimula o consumidor a se dedicar exclusivamente à busca das melhores vantagens de compra. 

De acordo com o estudo Tendências e Insights Black Friday 2022, da agência full service de marketing digital Macfor, os três principais critérios para a decisão de compra na Black Friday e em outros momentos do ano são preços baixos, cupons de desconto e custo do frete, nesta ordem de importância.

Diferente do que acontece em outras datas comerciais importantes, como Dia da Mães, Dia dos Pais e Dia dos Namorados, na Black Friday o consumidor não tem que se preocupar também com interações sociais, confraternizações, deslocamentos, jantares, etc. 

Head of innovation & business development da Macfor, Thiago Gui Pereira, explica que essa característica reforça o comportamento pela busca de vantagens e benefícios.

“O consumidor tem tempo de racionalizar o seu consumo, por isso pesquisa com antecedência e avalia o que vai lhe trazer mais ganhos”, afirma.

Para Pereira, esses fatores mostram que o que é primordial para a decisão de compra do brasileiro são as promoções, os descontos e o frete.

“A procura por esses termos no Google, inclusive, aumentou a partir de 2020, embora a pesquisa pelo termo promoção tenha sofrido queda após o início da pandemia, provavelmente impulsionada pelo cenário de incerteza econômica desse período”, pontua.

Queda nas pesquisas no Google por promoções

O receio em relação ao endividamento fez com que o brasileiro procurasse menos por promoções a fim de ser menos impactado por divulgações.

E também por campanhas de lojas e, consequentemente, tivesse menos chances de fazer compras por impulso. 

Mesmo assim, as campanhas usando o termo promoção seguem fazendo muito sucesso, e as vendas seguem em alta, deixando, dessa maneira, os varejistas otimistas para a Black Friday deste ano.

No entanto, isso se deve ao fato de que, mesmo mais cauteloso e procurando menos por promoções, o consumidor não parou de comprar. 

“A diferença é que agora o usuário é mais específico em suas buscas: ele faz a pesquisa no Google usando exatamente o termo que deseja comprar. Dessa forma, pode comparar os preços e as ofertas disponíveis. Logo, ele é impactado pelas promoções dos itens que procura, mesmo que suas buscas não incluam o termo promoção”, diz Pereira

Vantagens que aceleram a jornada de compra na Black Friday

Apesar de ter apresentado queda, a busca por promoção é a que tem maior volume na Black Friday.

“É interessante observar que no mesmo período – a partir da pandemia – em que promoção apresentou queda nas buscas, a procura por cupons aumentou”, destaca o profissional da Macfor. 

O uso de cupons é uma tendência que se consolidou no País durante a pandemia, período em que a prática se tornou 8 vezes maior do que em anos anteriores.

De acordo com um levantamento feito pela Cuponeria e Morning Consult, o hábito está profundamente ligado às dificuldades econômicas do Brasil, como inflação e alta nos juros. 

Delivery

O aumento da procura por cupons não se dá somente em compras mais planejadas como as que são realizadas na Black Friday, mas principalmente no uso de serviços de delivery. 

De forma geral e em ordem de relevância, as vantagens comerciais que mais influenciam o consumidor a avançar na jornada de compra na Black friday são:

Promoção;

Frete grátis.

Cupom.

Desconto. 

Concorrência de palavras-chave na Black Friday

É evidente que essas vantagens comerciais buscadas o ano todo são ainda mais procuradas na Black Friday e, por isso, os termos relacionados a ela geram alta concorrência nesse período.

“Nesse sentido, é de fundamental importância fazer um planejamento estratégico baseado em dados, para não só otimizar as campanhas, como também melhorar o custo e assertividade delas”, reforça Pereira.

Na análise de dados da Macfor, é possível visualizar o grau de dificuldade das palavras-chave.

Essa é a proporção de concorrência que esses termos enfrentam para alcançar organicamente o topo da página do Google e, dessa maneira, ter mais chances de impactar o usuário. 

Embora seja um termo de alta procura, o frete grátis apresenta menor concorrência do que os outros termos de pesquisa relacionados às vantagens de compras mais desejadas na Black Friday 2022. 

Já se analisarmos o custo por clique (CPC) desses termos para anúncio, apesar de existir menor concorrência para o termo frete grátis, seu CPC é o terceiro mais alto, visto seu uso frequente pelos players para destacar a vantagem. 

Isso significa que, até o momento do levantamento, o número de anunciantes usando o termo frete grátis em campanhas era menor do que o índice de marcas anunciando com os termos promoção desconto.

O que deixa o custo do anúncio mais em conta para a palavra cupom, que é a menos anunciada no período.

Por isso, Pereira recomenda que, “se a sua marca quer vender mais na Black Friday, gastando menos em campanhas online, uma boa estratégia é fazer anúncios com o termo cupom”, esclarece.

Mais dicas

Se o estabelecimento pretende fazer investimentos adequados e otimizados, tanto no que diz respeito ao alcance do seu público, como na melhor relação custo benefício de marketing, o profissional recomenda, então, que a empresa seja amparada por uma equipe ou uma agência qualificada.

“É essencial que o lojista tenha suporte para basear suas decisões em dados, só assim ele conseguirá estruturar um planejamento estratégico para as campanhas da Black Friday, que é um momento crucial para o faturamento do varejo neste final de ano”, conclui, então, Pereira.

Fonte: Macfor

Foto: Shutterstock

Deixe um comentário