fbpx

Blau Farmacêutica reporta aumentos de receita de 25%

As vendas da Blau Farmacêutica chegaram ao patamar de R$ 1 bilhão, com lucro líquido de 62,5% em 2019

A Blau Farmacêutica divulgou seu balanço nesta sexta-feira, dia 14 de fevereiro, referente ao ano de 2019. Com um crescimento acima de 25% quando comparado ao ano de 2018, a indústria atingiu a Receita Líquida de R$ 978 milhões. O EBITDA chegou a R$ 311 milhões – 46% acima do ano anterior; e o Lucro Líquido atingiu R$ 200 milhões, ou seja, um aumento de 62,5% acima de 2018. Com o resultado, a Companhia se posiciona no topo das indústrias farmacêuticas globais listadas que tiveram maior crescimento orgânico de EBTDA, Receita, Lucratividade e Retorno sobre o capital investido.

“Desde a tentativa de fazer o IPO em 2017 até os dias de hoje, a Blau Farmacêutica tem entregado os resultados projetados, mostrando sua capacidade de execução, sua sólida gestão orçamentária e sua busca incansável por maior produtividade”, afirma o CEO da Blau Farmacêutica, Marcelo Hahn.

Em janeiro de 2019, a Blau Farmacêutica obteve junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o registro de Companhia aberta, categoria “A”, coroando o processo de amadurecimento da governança corporativa da Companhia. Neste mesmo ano, se submeteu ao primeiro processo de classificação de risco junto à Fitch Ratings e obtive o rating AA (br) com perspectiva estável.

“Quando olhamos e comparamos o nosso resultado com o de vários players globais, percebemos que a Blau está preparada para crescer de forma sustentável. Todos os investimentos feitos nos últimos anos em pipeline, parcerias, capacitação contínua dos colaboradores, tecnologia de informação e automação já começaram a dar resultado. Desse modo, indicando que estamos no caminho certo”, finaliza Hahn.

Novas Plantas

Em 2019, a Blau Farmacêutica também concluiu a construção de duas plantas de produção de insumos farmacêuticos biotecnológicos – uma para a produção de proteínas através de bactérias e outra através de células de mamíferos, que atendem aos mais rígidos padrões de certificação do mundo.

“A partir de agora, produziremos nossos próprios insumos para medicamentos biotecnológicos como Alfaepoetina e Filgrastima. Além de conseguirmos suportar o ‘pipeline’ de lançamentos como hormônio de crescimento, Interferon Beta e Anticorpos Monoclonais. Tal verticalização aumentará a rentabilidade e a competitividade destes medicamentos nos mercados que atuamos. Assim, ampliando nossas oportunidades internacionais”, ressalta Hahn. Além disso, a farmacêutica acaba de inaugurar um novo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento – Blau Inventta, com equipamentos de última geração.

Foto e fonte: Blau Farmacêutica

Deixe um comentário