Boehringer anuncia colaboração para novo tratamento da obesidade

Parceria será com a empresa de biotecnologia Gubra

A Boehringer Ingelheim e a empresa de biotecnologia Gubra anunciaram um segundo acordo de colaboração e licença para o desenvolvimento de novos peptídeos poli-agonistas no tratamento da obesidade. A parceria reunirá o conhecimento estabelecido com a Gubra no projeto, síntese, caracterização farmacêutica e testes in vivo de peptídeos terapêuticos, com a expertise da Boehringer Ingelheim na pesquisa e desenvolvimento de medicamentos inovadores em doenças cardiometabólicas.

Este segundo programa conjunto de pesquisa e desenvolvimento entre a Boehringer Ingelheim e a Gubra baseia-se em uma colaboração bem-sucedida em andamento no campo da obesidade, que foi lançado em 2017 e que já alcançou marcos importantes. “Antecipo que esses programas nos ajudarão a trazer novas opções de tratamento para pacientes com obesidade”, afirma o vice-presidente sênior corporativo da Discovery Research da Boehringer Ingelheim, Clive R. Wood.

A Boehringer Ingelheim construiu um amplo portfólio de produtos comercializados para doenças tromboembólicas, diabetes tipo 2, acidente vascular cerebral e infarto agudo do miocárdio, hipertensão e redução do risco de morte cardiovascular. Com sua vasta experiência no campo e compromisso com a inovação, a empresa visa transformar a vida das pessoas com doenças cardiometabólicas. “Estamos muito satisfeitos em firmar um segundo contrato de colaboração e licenciamento com a Boehringer Ingelheim, focado no tratamento da obesidade. É importante para a Gubra encontrar parceiros fortes para nossos programas de pesquisa proprietários, e nossa primeira colaboração com a Boehringer Ingelheim mostrou que os pontos fortes das empresas são bem complementares. Unir forças neste novo programa de pesquisa tem o potencial de levar o tratamento da obesidade ao próximo nível em benefício de pacientes em todo o mundo”, disse o CEO da Gubra, Henrik Blou.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

Pesquisa Vigitel: hipertensão é diagnosticada em 24,7% dos brasileiros

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário