HPC

Brasil ocupa o terceiro lugar do mundo em gastos com cosméticos

Segundo dados do último relatório divulgado em 2021, o Brasil perde apenas para os Estados Unidos e China no ranking de consumo de cosméticos do mundo

A pesquisa trouxe as considerações mais importantes dos hábitos de consumo do brasileiro quando diz respeito a higiene e cuidados pessoais que vem crescendo a cada dia no Brasil mudando  o foco das mulheres com cosméticos.

Principalmente com a infinidade de novas marcas que surgem, dia após dia na área de cuidados pessoais e que abrangem todos os gostos- e bolsos também.

Cosméticos veganos

A princípio um dos mercados que mais tem crescido nessa área é o mercado de produtos naturais e veganos.

De acordo com uma pesquisa divulgada pela Technavio, estima-se que o mercado de cosméticos veganos pode crescer o equivalente a quase R$ 18 bilhões até 2024, com uma taxa de crescimento anual composta de 4%.

Contudo, essas pesquisas revelam também que os consumidores estão cada vez mais atentos a temas sobre a conservação das espécies, conhecimentos tradicionais associados a natureza e ao comércio justo entre empresas e comunidade, como mostra matéria publicada no site do Sebrae atualizada em 3 de dezembro de 2019.

Cosméticos para todos os bolsos

De maneira idêntica, também houve um crescimento considerável na indústria cosmética que trabalha com produtos mais acessíveis financeiramente.

A Classe D e E também consome, e focados nelas empresas tem apostado em cosméticos baratos para atender a necessidade desse público.

Além disso, as marcas tradicionais de vendas por catálogo, como Avon e Natura, por exemplo, também trabalham com linhas para todos os bolsos.

Além disso,  geram um complemento na renda de muitas famílias que revendem os produtos.

Perfumaria no Brasil  

O mercado de perfumaria no Brasil é único: pois a força das vendas no mercado nacional é muito grande. Isso faz com que a categoria garanta as vendas no varejo mesmo em tempos de crise, de acordo com a analista e especialista sênior de beleza e cuidados pessoais na Mintel, Juliana Martins.

Dessa maneira, Juliana também cita que cerca de 82% dos brasileiros usam marcas de perfume nacionais. Contudo, a maioria ainda prefere comprar perfumes em lojas físicas como garantia de credibilidade contra falsificações.

Pandemia de Covid-19

A pandemia de Covid-19 alterou significativamente os hábitos dos brasileiros e impactaram a economia como um todo.

Todavia, o setor de cosmética conseguiu passar quase que ileso. Isso graças as diversas pessoas que encontraram no autocuidado uma maneira de passar por esse período crítico.

Dessa maneira estima-se que1,5% do orçamento do brasileiro atualmente é destinado ao consumo de produtos cosméticos e serviços relacionados a estética como cabeleireiro e manicure.

De acordo com a pesquisa também, 70% dos entrevistados admitiram que mudaram seus hábitos relacionado a saúde e cuidados pessoais após a pandemia.

Fonte: Cosmetic Innovation

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário