Covid-19: como a chegada ou não da vacina afeta o varejo farmacêutico

Abrafarma Future Trends 2020 começou a rodada de debates discutindo o futuro do setor diante da Covid-19

Considerando os aprendizados dos últimos meses de pandemia, independentemente do cenário (com ou sem vacina), a demanda do varejo farmacêutico não será impactada de forma significativa, segundo análise do VP Latam da Close-Up International, Paulo Paiva, durante o Abrafarma Future Trends, realizado hoje (09).

Nesse sentido, o evento, desenvolvido pela Associação Brasileira das Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma), e que está entre os mais importantes do varejo nacional, trouxe, no primeiro dia, uma análise sobre o que esperar para o varejo farmacêutico entre 2020 e 2021, considerando uma série de cenários.

O cenário em que teremos vacina e imunização lenta tende a ser o mais provável no médio e longo prazo. A vacina tem alta chances de ser efetiva, mas a distribuição e índices de imunização são os fatores relevantes e de alto impacto de sucesso”, analisa Paiva.

Ademais, o executivo traçou três cenários possíveis para o varejo farmacêutico para os próximos anos considerando uma maior ou menor disponibilidade de uma vacina contra a Covid-19. Acompanhe:

Como fica o cenário para a saúde e varejo farmacêutico sem vacina?

  • Em primeiro lugar, haverá permanência do isolamento social, porém apenas para um nicho menor da população (população com condições de manter o home office).
  • Segue o maior impacto para aqueles pontos de vendas (PDVs) de grandes redes, sobretudo entre as localizadas em centros empresariais.
  • A relação representantes X médicos e pacientes X médicos deve ter intensificação da visita digital e consulta digital.
  • Primordialmente, a expectativa é a de que a população atinja a imunidade ‘de rebanho’ de forma mais rápida.

Como fica o cenário para a saúde e varejo farmacêutico com vacina funcionando parcialmente?

  • Permanência do isolamento social, porém apenas para um nicho menor da população (população com condições de manter o home office).
  • Redução gradual do isolamento social durante todo o ano de 2021.
  • A demanda nas grandes redes aumentará gradualmente nos centros empresariais.
  • Decerto, a relação entre ‘representantes X médicos’ e ‘pacientes X médicos’ deve ter intensificação da visita digital e consulta digital em 2021.

Como fica o cenário para a saúde e varejo farmacêutico com vacina funcionando totalmente?

  • Espera-se a extinção do isolamento social, com o retorno da atividade econômica no mesmo nível pré- pandemia
  • A relação entre representantes X médicos e pacientes X médicos deve ter intensificação da visita digital e consulta digital em 2021.
  • Enfim, a demanda nas grandes redes aumentará gradualmente nos grandes centros empresariais.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: divulgação

Legados da pandemia para o varejo farmacêutico

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário