CeraVe: 64% das pessoas mudaram as rotinas de limpeza da pele

Parceria entre CeraVe e dermatologistas desmistifica equívocos e conscientiza consumidores sobre como ajustar corretamente os hábitos de limpeza facial

De acordo com os resultados da pesquisa global da CeraVe, conduzida online pela IPSOS em 23 países e com 10.000 entrevistados, 64% das pessoas em todo o mundo dizem que suas rotinas de limpeza da pele mudaram no último ano.

Com mudanças em uma escala tão grande, o acesso a informações dermatológicas confiáveis é mais importante do que nunca.

A limpeza facial adequada é a base de qualquer rotina de cuidados com a pele, por isso é fundamental fazer da maneira certa e não prejudicar a barreira natural da pele.

No entanto, infelizmente, apenas 11% das pessoas receberam informações sobre limpeza através, então, de um dermatologista no ano passado.

E a maioria delas contou com a família e amigos, imprensa e redes sociais, para aumentar o seu conhecimento sobre limpeza facial e escolhas de rotina.

Embora essas fontes possam ser muito apreciadas, muitas vezes elas não têm a autoridade e a experiência de um dermatologista.

O que pode tornar ainda mais difícil distinguir informações confiáveis de meras opiniões ou experiências individuais.

Conscientização CeraVe pela pele

Para contribuir com a conscientização da população a respeito da importância de se obter conhecimento por meio de fontes confiáveis, CeraVe, em parceria com dermatologistas, divulga mais uma importante pesquisa sobre limpeza facial.

“A limpeza facial adequada é o primeiro passo crucial para uma rotina eficaz de cuidados com a pele,” disse o dermatologista certificado Dr. Ted Lain.

“É importante que os pacientes consultem seu dermatologista para selecionar um produto de limpeza da pele com pH balanceado, sem fragrância e com ingredientes calmantes, para que não prejudiquem a barreira da pele”.

O efeito da pandemia na limpeza facial 

Como os hábitos diários e as circunstâncias de saúde mudaram no último ano, a maioria das pessoas em todo o mundo buscou novas rotinas de limpeza facial.

A pesquisa global da CeraVe descobriu que a grande maioria (90%) das pessoas relatou que sua vida diária foi afetada pela pandemia e 30% experimentaram mudanças na saúde geral da pele.

Devido, então, a fatores relacionados à pandemia. Essas mudanças incluíram a limpeza facial, e 64% das pessoas mudaram seus hábitos de limpeza facial no ano passado.

Valor do aconselhamento médico  

Em todo esse movimento global de mudança nas rotinas de limpeza no ano passado, a maioria das pessoas não recebeu informações de um dermatologista.

Embora 60% das pessoas acreditem que o aconselhamento do dermatologista beneficiaria sua pele, apenas 11% receberam informações através de dermatologistas sobre a limpeza facial adequada durante esse período.

Na verdade, 37% dos entrevistados não pensaram em pedir conselhos de limpeza facial ao visitar um dermatologista.

Embora os consumidores possam encontrar informações úteis online, é fácil cometer erros ao não usar fontes de dermatologistas.

Por exemplo, a seguir estão os equívocos e comportamentos comuns que podem resultar em uma barreira da pele danificada:

  • 69% dos entrevistados usam água quente e morna para limpar o rosto.
  •  67% dos entrevistados não usam produtos de limpeza da pele com pH balanceado.
  • 42% dos entrevistados usam apenas água para limpar o rosto.
  • 31% dos entrevistados se sentem “limpíssimos” após a limpeza, o que pode indicar uma barreira cutânea prejudicada.
  • 30% dos entrevistados acham que a limpeza não pode ajudar a restaurar a barreira da pele.

Fontes de informação para limpeza facial

Em vez de buscar conselhos de dermatologistas, os consumidores estão cada vez mais obtendo suas informações de canais digitais.

Portanto, quase metade (44%) dos entrevistados responderam que aumentaram seu consumo de mídia social esse ano.

E 48% dos entrevistados dizem que a imprensa e as fontes online foram suas principais fontes de informação para aconselhamento sobre a limpeza facial adequada.

Pela primeira vez, a imprensa e as fontes online foram, então, mais influentes do que as recomendações diretas de familiares e amigos.

Apesar desse aumento na influência da mídia digital sobre os hábitos de limpeza facial, os entrevistados entenderam, contudo, a necessidade de selecionar cuidadosamente em qual conteúdo confiar.

É significativo que 4 em cada 5 entrevistados concordem que os conselhos on-line sobre cuidados com a pele nem sempre são preciso.

“Limpe a pele como um dermatologista”

A campanha vai amplificar as vozes desses dermatologistas para, então, educar os consumidores sobre tópicos como pH, fragrância e ingredientes adequados em produtos de limpeza e desmascarar os principais equívocos.

Por meio desta iniciativa, a CeraVe espera lembrar aos consumidores de que os dermatologistas são a autoridade quando buscamos informações sobre a higiene facial adequada.

A pesquisa revelou resultados claros para aqueles que seguiram, portanto, os conselhos de um dermatologista para sua rotina de limpeza no ano passado.

Esses entrevistados tendem a ter melhores rotinas de limpeza da pele (incluindo lavar diariamente e usar produtos de limpeza facial com maior probabilidade de ter pH balanceado, testado para alergia ou sem fragrância) e ter melhores hábitos de cuidado com a pele após a limpeza.

Eles também eram duas vezes mais propensos a relatar, então, melhora na saúde da pele durante o mesmo período:

  • 59% deles usam um produto de limpeza facial [vs. 41% dos entrevistados que não consultaram um dermatologista.
    • 76% deles sentem que seu produto de limpeza manteve a barreira da pele [vs. 60% dos entrevistados que não consultaram um dermatologista.
    • 25% deles relataram que a saúde da pele melhorou no último ano [vs. 12% que não consultou um dermatologista;

Você sabia que a sua pele também tem sede? 

Fonte: CeraVe

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário