fbpx

CFO adere à receita digital certificada e ao site validador

A ação insere a odontologia no mundo digital e transforma o profissional em um dentista digital

A telemedicina, com o uso do certificado digital ICP-Brasil e do site Validador de Documentos Digitais, foi fortalecida esta semana, com a assinatura do “Termo de Cooperação Técnica e de Compartilhamento de Dados sob Confidencialidade” entre o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) e o Conselho Federal de Odontologia (CFO).

“A assinatura do termo – na terça-feira (01/07), na sede do ITI, em Brasília – marca a adesão de mais um conselho de prescritores à tecnologia desenvolvida pelo ITI em parceria com o Conselho Federal de Farmácia (CFF) e o Conselho Federal de Medicina (CFM)”, comenta o conselheiro federal de Farmácia pelo estado do Paraná e membro do Grupo de Trabalho sobre Farmácia Digital do CFF, Luiz Gustavo Pires.

“A incorporação do Conselho Federal de Odontologia contribui para consolidar o uso do certificado digital ICP-Brasil como uma ferramenta segura, confiável e essencial para a tramitação de qualquer tipo de documento em meio eletrônico”, comenta Carlos Fortner, diretor-presidente do ITI. “A ação insere a odontologia no mundo digital e transforma o profissional em um dentista digital.”

O portal de validação de documentos digitais foi implantado pelo ITI no primeiro semestre deste ano. Os Conselhos Federais de Farmácia e de Medicina contribuíram com apoio técnico. A ferramenta tem a função de validar a receita em meio digital (formato PDF) quanto a sua autoria; se assinada por um médico habilitado, e se dispensada por um farmacêutico. Permite ainda verificar a integridade do documento assinado com certificado digital ICP-Brasil, ou seja, se ele não foi adulterado.

Receita digital certificada

Ruy Ramos assessor especial do ITI, um dos responsáveis pela implantação e gestão do site para validação de documentos digitais assinados com certificado ICP-Brasil, explica “a inserção do Conselho Federal de Odontologia no contexto da prescrição eletrônica vai permitir que os profissionais possam ter um importante instrumento de digitalização de suas atividades. Afinal, receitas, atestados e solicitações de exames poderão ser assinados de forma segura, autêntica, com presunção de veracidade e facilitar o intercâmbio de documentos entre paciente e profissional.”

Ramos afirma que o certificado ICP-Brasil é a tecnologia de segurança que permite aposentar a caneta e o carimbo; e “vai produzir muitos resultados positivos no curto prazo; principalmente para esse momento de pandemia do COVID-19. Os resultados advindos dessa cooperação vão consolidar a digitalização do setor e trazer muitos benefícios para a sociedade,” finaliza.

Juliano do Vale, Presidente do Conselho Federal de Odontologia confirmou a que a parceria é fundamental. “Podem ter certeza de que o Conselho irá trabalhar muito para levar essa tecnologia todos os dentistas do Brasil. É um passo muito importante para a odontologia”. Atualmente, segundo o conselho, existem 338.831 cirurgiões-dentistas com inscrição ativa no Sistema Conselhos (Conselhos Regionais e Conselho Federal).

Estiveram presentes na cerimônia de assinatura: Diretor de Infraestrutura de Chaves Públicas (ITI) José Camilo Nagano, Claudio Yukio Miyake, Secretário-Geral do Conselho Federal de Odontologia, Ruy Ramos, assessor especial, e remotamente Josélia Frade, do Conselho Federal de Farmácia (CFF), Gustavo Pires, do Conselho Federal de Farmácia (Paraná), Luis Gustavo Kiatake, da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde(SBIS), Maurício Coelho assessor especial (ITI) e Ângela Maria de Oliveira, Diretora de Auditoria, Fiscalização e Normalização (ITI).

Uso de receita digital cresce 1000% no Brasil

Fonte: Comunicação do CFF

Foto: Shutterstock

Deixe um comentário