fbpx

Cimed projeta 50 lançamentos para 2019

Novidades virão nas áreas de genéricos e similares, MIPs, vitaminas, higiene e beleza, e gerenciamento de peso

A farmacêutica Cimed registrou um crescimento em vendas de 24% em 2018 com relação ao de 2017. Para 2019, a empresa espera atingir o mesmo avanço (24%), enquanto o mercado que tem estimativa de crescimento de 12%. Para este ano, segundo o head de marketing da companhia, Lucas Frias, a Cimed tem mais de 50 lançamentos previstos, nas cinco categorias de atuação do negócio, envolvendo genéricos e similares, Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs), vitaminas, higiene e beleza e gerenciamento de peso. “Entre os lançamentos, temos importantes moléculas de genérico como Tadalafila, Sildenafila, Losartana, Omeprazol, Azitromicina, entre outras. Teremos também novas apresentações de marcas líderes de mercado, como Lavitan, Cimegripe, Dermafeme, K-Med e Babymed”, sinaliza.

Também para 2019, a Cimed tem duas grandes plataformas de investimento: a primeira é o marketing esportivo. “Somos patrocinadores da Seleções Brasileira de Futebol – feminina e masculina (CBF), das Seleções de Voleibol – feminina e masculina/quadra e praia (CBV) e Seleções de Basquete (CBB). Além dos esportes coletivos, temos um forte investimento no automobilismo, com a Stock Car”, mostra Frias, acrescentando que a outra frente de investimentos para 2019 será nas plataformas digitais. “Vamos atuar fortemente com nossas principais marcas, como Lavitan, Cimegripe, Dermafeme, Babymed, Nevralgex e K-Med, em redes sociais, SEO, remarketing, microinfluenciadores e webcelebridades”, conta.

Veja Mais

Principais desafios da Cimed

Os principais desafios da empresa estão voltados ao poder de compra do brasileiro, que sofre muito com a instabilidade econômica. Segundo comenta Lucas Frias, muitas vezes o consumidor é obrigado a cortar do orçamento, sendo forçado a interromper o benefício do medicamento por questões financeiras ou mesmo culturais. “Trabalhando nesse aspecto, a Cimed tem firmado uma série de parcerias que garantam produtos de qualidade, eficácia e com preço acessível”, destaca. Outro desafio é a capacidade produtiva da indústria farmacêutica, que não cresce no mesmo ritmo da demanda. Nesse sentido, a Cimed está se preparando para dobrar sua capacidade produtiva até o final de 2020. “Prevemos investimentos superiores a R$ 150 milhões”, revela o head de marketing da empresa.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: divulgação

Indústria pede 28 novos medicamentos isentos de prescrição

 

 

 

 

 

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.

Deixe um comentário