Com aumento de 35% no lucro líquido, Blau Farmacêutica aguarda aprovação do registro da vacina para Covid-19

Blau Farmacêutica fechou parceria com a Sinopharm para vacina contra Covid-19, com o objetivo de criar mais disponibilidade de produtos e ser mais uma opção para o Ministério da Saúde no combate à pandemia

 A Blau Farmacêutica fez o pedido de registro emergencial à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para, juntamente com a Sinopharm, desenvolverem uma vacina contra Covid-19 e, de acordo com o CEO da Blau Farmacêutica, Marcelo Hahn, as diversas exigências pelo órgão exigidas foram cumpridas.

“Como anunciamos anteriormente, somente após a aprovação do registro iniciaremos o processo de negociação para fornecimento, mas sabemos que o nosso parceiro tem capacidade de abastecer o mercado, se necessário”, pontua.

Lucro líquido

A Blau Farmacêutica encerrou o 2T21 com receita líquida de R$ 371 milhões, crescimento de 15% em comparação com 2T20, impactada, portanto, positivamente pela linha de especialidades e oncológicos.

Com lucro líquido de R$ 99 milhões no trimestre, um aumento de 35% quando comparado ao 2T20, e margem líquida de 27%, o período também foi marcado pelo início da coleta de plasma nos Estados Unidos, o registro de quatro novos produtos na região e cinco outros registros submetidos à  Anvisa no trimestre.

Ainda nesse trimestre, a Companhia teve a sua estreia na Bolsa, com um market cap de aproximadamente 9 bilhões de reais e a valorização de 27% da ação desde o IPO até 09 de agosto.

“Continuamos evoluindo, com crescimento de dois dígitos, que é reflexo do mix de produtos, canal de venda e alavancagem operacional, que se traduz em expansão de margem, tanto de top line quanto de bottom line. Como a Anvisa autorizou a importação, de forma extraordinária e temporária, de medicamentos identificados como prioritários para uso em serviços de saúde, em virtude da Covid-19, foi possível atender à forte demanda de dois produtos anestésicos e dois outros produtos do Kit Covid que representaram cerca de 5% na receita total e que contribuíram com menos de 1 pp na margem bruta consolidada da Companhia no trimestre”, afirma o CEO da Blau Farmacêutica, Marcelo Hahn.

Crescimento sustentável

Focada no seu crescimento sustentável, aumento da capacidade produtiva e abastecimento do mercado, nos últimos doze meses, a companhia atingi, então,u a receita de R$ 1,3 bilhão, com crescimento de 30% em comparação com LTM 2T20.

“Além do foco nos projetos de médio e longo prazo da Companhia de ampliação de capacidade, nossos investimentos recorrentes em ampliação de capacidade produtiva, nos levaram a um aumento de volume de diversos produtos, especialmente em produtos injetáveis. Neste trimestre, seguimos a tendência dos últimos doze meses e gradativamente pudemos aumentar o abastecimento de medicamentos“, destaca o CEO da Blau.

Investimentos

A Blau Farmacêutica, tem também avançado com o projeto de bancos de coleta de plasma nos Estados Unidos, onde obteve todas as licenças e inaugurou seu primeiro centro de coleta de plasma na Florida.

De acordo com o executivo, o local do segundo banco de coleta será em North Miami, assim como sua primeira venda de plasma no mercado americano.

“Fechamos a venda de plasma no mercado americano. Iremos vender cerca de 70% da produção do primeiro e do segundo centros para os próximos 3 anos. Esse contrato é bastante positivo para a Blau, visto que estamos antecipando receita mesmo antes de ter o green light do FDA para o fracionamento do plasma coletado”, destaca Hahn.

Fonte e foto: Blau Farmacêutica

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário