fbpx
PDV

Como atender clientes hipertensos na farmácia?

Programa Assistência farmacêutica da Abrafarma orienta os farmacêuticos a melhor maneira de atender clientes hipertensos na farmácia

A hipertensão arterial ou pressão alta é uma doença crônica caracterizada pelos níveis elevados da pressão sanguínea nas artérias.

De acordo com o Ministério da Saúde, em 2018, 24,7% da população que vive nas capitais brasileiras afirmaram ter diagnóstico de hipertensão.

Por isso, é essencial saber como atender clientes hipertensos na farmácia.

Confira as orientações desenvolvidas com base no programa de Assistência Farmacêutica Avançada, da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma):

Objetivos do atendimento farmacêutico

Colaborar para detecção rápida, orientação e encaminhamento de pessoas com pressão arterial elevada, para diagnóstico médico e tratamento apropriado.

Além disso, visa auxiliar pacientes em tratamento com medicamentos antihipertensivos, para que atinjam um melhor controle da pressão arterial, bem como de outros fatores de risco cardiovascular concomitantes.

Como a farmácia pode acolher os pacientes hipertensos?

Em um ambiente confortável e privado da farmácia, o farmacêutico pode realizar uma avaliação global do controle pressórico e dos fatores de risco cardiovasculares do paciente.

Nesse momento, ele deve ser orientado, de forma personalizada, e receber um relatório detalhado dos resultados desta avaliação, que pode ser compartilhado com o médico.

Acompanhamento do quadro

Pacientes sob tratamento anti-hipertensivo podem aderir a um programa de acompanhamento na farmácia, durante o qual são feitas avaliações periódicas e orientação continuada sobre adesão ao tratamento, uso correto dos medicamentos e mudanças no estilo de vida.

Estes encontros podem ser desde mensais, bimestrais, ou até semestrais, dependendo da necessidade de cada paciente.

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

Deixe um comentário