Como evitar a dor de cabeça

Problema atinge quase toda a população

 

As dores de cabeça atingem 90% das pessoas ao menos uma vez na vida. Estima-se que de 3% a 7% das pessoas apresentam dores de cabeça frequentes, em mais de 15 dias por mês durante pelo menos três meses seguidos.

Existem dois grupos de causas, as cefaleias primárias e as secundárias. “Nas cefaleias primárias, é obrigatória a presença da dor de cabeça. Já na secundária, não é um sintoma obrigatório, há outra doença, como por exemplo, a sinusite que pode levar à dor”, explica o professor de Neurologia do Curso de Medicina do Centro Universitário São Camilo, Dr. Victor Fiorini.

Oriente seus pacientes que sofrem com a dor de cabeça para que mudem alguns hábitos, veja:

  • Não usar frequentemente medicações analgésicas. O uso constante de medicamentos contra a dor de cabeça pode causar a perpetuação do incômodo;
  • Muitos casos de cefaleias primárias podem ser evitados com medidas não farmacológicas como: alimentação saudável, sono regular, atividade física, evitar períodos de jejum prolongado, etc;
  • De modo geral, alimentos muito gordurosos, condimentados, chocolates, refrigerantes à base de cola, café, vinho, enlatados e embutidos são os que mais se associam ao desencadeamento de crises de cefaleia;
  • Evitar o uso de certos perfumes e exposição a ambientes muito iluminados.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Centro Universitário São Camilo (Máquina Cohn&Wolfe)

Foto: Shutterstock

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.