Como evitar as lesões da psoríase?

Dia 29 de outubro é o Dia Mundial da Psoríase. Veja como os portadoras da doença devem fazer para se cuidar e evitar as lesões por psoríase

Pessoas portadoras de psoríase precisam cuidar da pele para evitar as lesões por psoríase. Dia 29 de outubro é o Dia Mundial da Psoríase.

A data foi, então, estabelecida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2004, para divulgar informações sobre a doença e sobre a melhor qualidade de vida de seus portadores.

A médica especializada em dermatologia clínica e cirúrgica, Carla Bortoloto, professora da Pós-Graduação em Dermatologia das Faculdades BWS, Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Clínico Cirúrgica (SBDCC) e da American Academy of Dermatology (AAD), explica que a psoríase é uma doença crônica que atinge em torno de 3% da população mundial.

“Trata-se de uma doença não contagiosa, mas a maior preocupação em relação a ela é o aumento da probabilidade de um paciente evoluir para outras patologias, como diabetes, hipertensão arterial ou problemas cardiovasculares, uma vez que ela não apresenta cura, apenas controle”, comenta a especialista.

A Dra. Carla Bortoloto enumera alguns cuidados que os portadores de psoríase devem ter para manter a saúde da pele:

Banho

O ideal é que o banho seja rápido, não ultrapassando 10 minutos, com água em 37˚C.

O sabonete deve apresentar pH neutro e ser glicerinado.

Já o uso de buchas não é indicado, uma vez que pode agredir a pele.

E para se secar, opte por toalhas macias e não “esfregue”, principalmente nas áreas lesionadas.

Hidratação

Hidratar a pele é fundamental para quem tem psoríase, principalmente nas regiões mais acometidas pelas lesões.

Uma dica para aumentar a penetração do hidratante é aplicá-lo logo após o banho, quando os poros estão mais dilatados, devido à temperatura da água.

Para reduzir o risco de alergias, prefira, portanto, os produtos sem perfume ou cor.

Evite, ainda, cremes e loções que possuam ureia em sua formulação, uma vez que o ativo pode irritar as áreas da pele em processo de cicatrização.

Esfoliação

Não é recomendado que pacientes com  psoríase realizem esfoliações.

O ato pode lesionar a pele, desencadeando uma nova crise.

Exposição ao sol

Os raios solares atuam como anti-inflamatório sobre as lesões.

Para aproveitar desse benefício, deve-se tomar de sol (até às 10h ou após as 16h ) por cerca de 10 a 15 minutos, ao dia.

Depois do banho de sol, o hidratante deve, então, ser aplicado, para evitar o ressecamento da pele.  

Depilação 

Quando a psoríase está controlada e a pele livre de lesões, qualquer método de depilação – lâmina, cera, a laser – pode ser empregado, desde que não irrite sua pele.

Por outro lado, se a pele estiver inflamada, o recomendado é, portanto, trata-la antes de realizar qualquer tipo de depilação para que o quadro não se agrave.

Vestuário

Prefira as roupas mais soltas e de tecidos naturais, como algodão, linho e seda, permitindo que a pele possa respirar, impedindo a proliferação de bactérias e fungos.

 

Fonte: Dra. Carla Bortoloto

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário