PDV

Como potencializar as vendas de hidratantes?

Os hidratantes estão cada vez mais inseridos no dia a dia de homens e mulheres. Um mix sortido ajuda nas vendas

De acordo com a Kantar, apesar de o setor de Cuidados Pessoais ter sofrido um grande impacto em vários países durante a pandemia, no Brasil algumas ocasiões de consumo voltam a crescer no segundo trimestre. Sendo uma oportunidade de aumentar as vendas de diversas categorias de beleza, como a dos hidratantes.

Assim, confira as dicas do gerente de projetos da Mind Shopper, Cristiano Samara, para potencializar as vendas de hidratantes no seu ponto de venda.

Objetivo: montar um mix de produtos capaz de rentabilizar ao máximo as vendas, não sendo necessário ter todos os itens, pois muitas marcas têm produtos equivalentes e que podem ser substituídos.

Mix de produtos: é importante ter opções para todos os tipos de público, com alguns itens de entrada. O maior volume deve estar focado nos principais itens em venda e, por fim, algumas opções mais premium, dependendo do perfil do consumidor.

Perfil do shopper: as mulheres são a maioria nessa categoria e gostam de explorar a gôndola em busca de novidades e novas fragrâncias. Costumam ter algumas marcas em que confiam e, dependendo da finalidade do uso, estão mais ou menos dispostas para troca. Em geral, são mais fiéis aos produtos de performance ou hidratantes para a face. No entanto, são bastante influenciadas por opiniões de amigos/familiares, pessoas em quem confiam (influenciadores digitais) e pela mídia.

Sortimento: em relação aos óleos, hidratantes para partes específicas do corpo e hidratantes corporais mais tradicionais, pode-se focar apenas nas principais marcas do mercado e ficar atento aos lançamentos. Entre os itens de performance e faciais, pode-se ter um pouco mais de marcas/produtos, mas sempre buscando itens com boa procedência e performance.

Principais subcategorias: são os hidratantes corporais, com produtos focados apenas em hidratação e outros com foco em fragrâncias, hidratantes faciais, hidratantes para partes específicas do corpo (mãos e pés, por exemplo), óleos corporais e os hidratantes com foco em performance (anticelulite, cicatrizante, firmador, etc.).

Exposição: é importante separar os itens por subcategoria, destacando nas prateleiras de cima os itens de maior rentabilidade (performance, faciais e partes específicas do corpo). Nas prateleiras de baixo, devem estar os itens de maior venda, como os hidratantes corporais, sendo importante em cada segmento organizar os blocos de marca com suas diferentes fragrâncias, tamanhos e tipos de embalagem.

 

Fonte: Guia da Farmácia

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário