4 dicas para proteger seu bebê da exposição solar

A exposição solar demanda diversos cuidados que devem ser tomados desde muito cedo

O câncer de pele é o tipo de câncer mais comum no Brasil e no mundo, sendo o melanoma, o tipo mais grave da doença. Apesar de sua maior incidência em pessoas com mais de 40 anos, os cuidados para evitar a doença devem ser tomados desde o nascimento. Dessa forma, segundo a dermatologista Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), os pais devem fazer tudo o que puderem para proteger seus bebês dos raios ultravioletas, além de ensinar os hábitos saudáveis de cuidado desde a infância.

“A exposição solar é o fator de risco mais evitável para câncer de pele. Para garantir que o bebê esteja sempre protegido, tenha sempre os itens de proteção solar em sua bolsa, da mesma forma que carrega as fraldas para a higiene do bebê. No caso dos pais que dirigem, recomendo também deixar um fotoprotetor de reserva no carro”, enfatiza a dermatologista. Sempre proteja você e sua família do sol. Caso haja alguma dúvida sobre como cuidar da sua pele ou da pele do seu bebê, consulte um dermatologista. Confira aqui quatro dicas da Dra. Paola sobre como manter seu filho seguro dos raios UV:

1.Mantenha seu bebê na sombra

A melhor forma de proteger o bebê é a sombra, principalmente se a criança tiver menos de 6 meses, já que bebês até 6 meses de vida não podem usar filtro solar. Mantenha-o na sombra 100% do tempo, e, caso não haja, crie a sua própria, utilizando guarda-sol, guarda-chuva ou “fechando” o carrinho de bebê. “E evite levá-los à praia, pois a exposição direta pode afetar a pele da criança. Com mais de 6 meses de vida a 2 anos de idade, utilizar, preferencialmente, os filtros solares “baby”. Crianças a partir de 2 anos de idade devem usar filtro solar sempre. O FPS mínimo deve ser 30, sempre”, diz a médica.

2.Vista-o com roupas que filtram raios UVA e UVB

Além delas, invista em um chapéu largo e um óculos de sol, também com proteção UV.

3.Minimize o uso de filtro solar em crianças entre 6 meses de idade e 2 anos, mas use-o quando necessário

Caso não seja possível utilizar de roupas bloqueadoras de raios UV, os responsáveis podem aplicar uma quantidade baixa de protetor solar com FPS de, no mínimo, 30. Protetores físicos, com dióxido de titânio ou óxido de zinco têm menores probabilidades de irritar a pele sensível do bebê. Acima de 2 anos a criança deve usar filtro solar sempre, e, é essencial reaplicar o filtro a cada duas horas, ou imediatamente após ela se molhar ou suar excessivamente.

4.Para proteger o bebê, em dias muito quentes, evite a exposição

Em dias excessivamente quentes, o ideal é não expor o bebê ao ambiente externo. Caso não seja possível, certifique-se o tempo todo se o bebê não está superaquecido. Se ele estiver agitado, chorando bastante ou com vermelhidão, leve-o imediatamente para dentro de casa. E claro, não esqueça de hidratá-lo.

Em caso de dúvidas da melhor forma de proteção, a médica sugere a consulta com um dermatologista.

Como escolher o filtro solar de acordo com o tipo de pele 

Foto: Shutterstock

Fonte: Dra. Paola Pomerantzeff 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário