fbpx

Coronavírus: ações da Anvisa sobre caso confirmado e a identificação de passageiros

A Anvisa solicitou lista de passageiros à companhia aérea que transportou passageiro com resultado positivo para o coronavírus

O Ministério da Saúde confirmou, nesta quarta-feira (26/2), o primeiro caso de infecção causada pelo coronavírus (Covid-19) no país. Trata-se de um brasileiro com 61 anos de idade, que chegou ao Brasil no dia 21 de fevereiro, procedente da Itália. O paciente encontra-se no Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP).

Diante disto, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já tomou as seguintes medidas:

  • Solicitou à companhia aérea a lista de passageiros que estavam no mesmo voo do passageiro com resultado positivo para coronavírus. O documento será encaminhado ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) para investigação de outros passageiros do voo que tiveram contato com o caso suspeito.
  • Aumentou a criticidade no monitoramento dos voos internacionais provenientes de países onde há casos confirmados da doença. A lista foi atualizada na segunda-feira (24/2) pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Coronavírus: casos suspeitos em aeronaves

A Anvisa tem várias orientações que devem ser seguidas por órgãos e trabalhadores que atuam em aeroportos e em aviões, no caso de detecção de algum caso suspeito do novo coronavírus. Uma delas é a de que o comandante da aeronave comunique à autoridade sanitária se houver suspeita da doença no voo. Também é responsabilidade do comandante a adoção de medidas para isolar a pessoa dos demais viajantes.

A Anvisa reforça: se você esteve nos países com casos confirmados e apresentar febre, tosse, dificuldade em respirar ou outros sintomas respiratórios, procure atendimento médico de imediato e informe ao profissional de saúde a viagem feita para o exterior.

5 dúvidas mais frequentes sobre o coronavírus
 

Foto: Shutterstock
Fonte: Anvisa

Deixe um comentário