fbpx

Covid-19: FDA aprova oficialmente o remdesivir para tratar a doença

Até então o medicamento era autorizado apenas para uso emergencial

A FDA, agência reguladora de remédios dos Estados Unidos, aprovou, hoje, oficialmente o antiviral remdesivir, do laboratório Gilead Sciences Inc, para casos moderados e graves de Covid-19.

O medicamento agora se torna o primeiro e único tratamento totalmente aprovado nos Estados Unidos para a infecção.

Até então era autorizado apenas para uso emergencial.

O presidente Donald Trump foi tratado com o remédio.

O remdesivir é intravenoso e reduz o tempo de recuperação de pacientes hospitalizados.

Os pacientes com a doença na forma moderada e grave apresentam rápida melhora no trato respiratório e redução da febre.

O fármaco terá o custo de 390 dólares por frasco.

Uso do remdesivir no Brasil

A medicação está sendo usada no Brasil por diversos centros médicos, em estudos clínicos, como a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e o Hospital Sírio-Libanês.

Nos Estados Unidos, quem está à frente dos estudos com o medicamento, que permanecem sendo feitos, é o gaúcho de Bagé André Kalil, 55 anos, infectologista, intensivista, pesquisador da Universidade de Nebraska Medical Center, em Omaha, na região central dos Estados Unidos, há vinte anos.

Remdesivir, aprovado pela FDA, é testado em humanos no Brasil 

Medicamento de artrite combinado com remdesivir reduz mortes por Covid-19 

Fonte: Veja

Foto: Shutterstock

Deixe um comentário