Destaques & lançamentos

Cresce venda de medicamentos para dores

Dentre os itens mais vendidos estão os produtos ortopédicos com 41,7% e remédios contra enxaqueca com 22,9% do faturamento, segundo o Farmácias APP

Com mais de um ano de pandemia, muitas empresas ainda seguem em sistema home office e não retornaram ao escritório.

Um dos reflexos ocasionados por este cenário é o aumento da busca por medicamentos para alívio de dores corporais, musculares e de cabeça pelos consumidores brasileiros.

Isso ocorre, pois muitos deles estão passando mais tempo em frente aos computadores, não se adequaram à questão da postura e deixaram de praticar atividade física.

De acordo com dados apurados pelo Farmácias APP, aplicativo de vendas online de saúde e beleza, produtos ortopédicos cresceram em 41,7% no faturamento do mercado farmacêutico nacional, em relação ao primeiro semestre de 2020.

Já itens como munhequeira, órtese, tipoia, tala para punho e suporte para ombros e cotovelos foram os mais procurados pela população.

Na sequência do levantamento apresentam-se os remédios contra enxaqueca, representando um acréscimo de 22,9% na receita, comparado com os primeiros seis meses do ano anterior.

Além disso, fármacos analgésicos tópicos e orais, antirreumáticos e anti-inflamatórios também tiveram um crescimento de 16,8%.

Com aumento de 10,2% no lucro estão os relaxantes musculares de ação central, que são utilizados principalmente para alívio de espasmos musculares dolorosos.

Por fim, acrescentando em 6,5% no faturamento, temos os analgésicos não-narcóticos e antipiréticos que controlam dores leves à moderadas e febre.

Home office contribuiu para venda de medicamentos para dores

É possível notar que as regiões do corpo mais afetadas pelo home office foram as articulações.

Principalmente a coluna vertebral, região cervical e lombar, os quadris, o meio das escápulas, os músculos tensos que ficam na mesma posição por muito tempo.

E também as pernas que por ficarem cruzadas por um longo período, podem sentir formigamento.

Fonte: SEGS

Foto: Shutterstock

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário