fbpx

Uma pessoa se suicida no Brasil a cada 46 minutos

Pesquisa Ibope mostra números sobre a depressão e o suicídio no Brasil. A cada ano, em média, 11 mil pessoas se suicidam no País

O suicídio ao redor do mundo está em queda, mas o Brasil aparece na contramão desses dados. O suicídio está crescendo no País, principalmente entre os jovens. Hoje, um brasileiro se suicida a cada 46 minutos. Ao ano, em média 11 mil pessoas tiram a vida no País.

Esse é um dos resultados da pesquisa do Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope): Depressão, suicídio e tabu no Brasil – um novo olhar sobre a saúde mental. A pesquisa foi realizada com mais de dois mil brasileiros, a partir dos 13 anos de idade. A pesquisa contou com entrevistados de diferentes regiões do país.

A pesquisa mostra que uma em cada quatro pessoas já pensou em se matar durante a adolescência. Além disso, a pesquisa concluiu que ainda existe muita falta de informação sobre a depressão, bem como muita vergonha do diagnóstico, do tratamento, de procurar ajuda e das pessoas descobrirem sobre a doença. Dessa forma, a depressão ainda é vista como um tabu e pode levar ao suicídio quando não tratada.

“O suicídio deve ser visto como um caso de saúde pública. Dessa forma, devemos falar sobre a saúde mental para virar o jogo contra a doença”, afirma a diretora médica da Pfizer Brasil, Dra. Márjorie Dulcine.

A taxa de suicídios entre adolescentes de dez a 19 anos de idade aumentou 24% entre os anos de 2006 e 2015. Além disso, atualmente, o Brasil apresenta a maior prevalência de depressão da América Latina, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Depressão e suicídio: a quarta maior causa de morte entre jovens

“O suicídio já é a quarta maior causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos de idade no Brasil. Apesar de mais comum em idosos, tirar a própria vida vêm crescendo entre os jovens e merece nossa atenção. Os pais devem ficar atentos a mudanças no comportamento dos filhos. Algumas mudanças são o isolamento social ou familiar, mudanças bruscas de comportamento, pessimismo e perda ou ganho inesperado de peso”, afirma o médico psiquiatra, Dr. Teng Chei Tung.

Outro dado de destaque é que de 3% a 5% das emergências atendidas nos hospitais são de tentativas de suicídio. Entre as pessoas que tentam tirar a própria vida, cerca de 38% possuem transtornos de humor e 22% tem transtornos por uso de substâncias.

A depressão não é apenas uma questão emocional, ela também envolve fatores biológicos. Porém, ela é uma doença tratável e o suicídio é evitável em grande parte dos casos”, afirma o Dr. Tung. Contudo, dados da OMS afirmam que apenas 37% dos depressivos graves recebem algum tipo de tratamento no Brasil.

Na direção da vida – Depressão sem tabu

A farmacêutica Pfizer, em parceria com divisão focada em doenças não-transmissíveis da empresa, a Upjohn e a área de medicina interna criou a campanha “Na direção da vida – Depressão sem tabu”, para alertar sobre os perigos da doença. A iniciativa tem o apoio da Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Portadores de Transtornos Afetivos (Abrata). A iniciativa também conta com a participação do Centro de Valorização da Vida (CVV).

A campanha contará com ações on-line e também com um labirinto de girassóis, com 120 m² de extensão e quase duas mil unidades da flor. O labirinto estará localizado, no Largo da Batata, em São Paulo (SP), entre os dias 10 e 14 de setembro de 2019. Dentro do labirinto, os visitantes poderão acompanhar a jornada de pacientes com depressão. Eles vivenciarão experiências desde a dificuldade no diagnóstico até o enfrentamento de preconceitos.

“A internet é uma ótima fonte de informação e pode ser um caminho para a pessoa com depressão pedir ajuda. Entretanto, vemos muitos comentários e opiniões preconceituosas e ofensivas sobre a doença on-line. Com a campanha queremos mudar esse cenário. Assim, levando informação e ajudando as pessoas”, afirma a neurologista e líder médica da Upjohn, Elizabeth Bilevicius. “As pessoas precisam se sentir bem para assumir que tem depressão, assim como assumem que possuem doenças cardiológicas ou hipertensão”.

O dia 10 de setembro é o dia mundial de prevenção ao suicídio. Assim, o mês conta com a campanha de conscientização “Setembro Amarelo”.

Depressão e suicídio: Labirinto Gigante de Girassóis – Na Direção da Vida

Data: 10 a 14 de setembro de 2019
Local: Largo da Batata – São Paulo- SP
Horário: das 09h00 às 18h00

Foto: Roger Rossette
Fonte: Guia da Farmácia

Sobre o colunista

Victoria Nascimento

14 Comentários

  1. Avatar
    Ione Marisa do Amaral em

    Parabéns pela iniciativa, eu acredito que são poucas pessoas que realmente não tem algum tipo de depressão . Com certeza sera muito valido para muitos.

    • Avatar

      Engana-se. Há profissões. Que infelizmente., que devido à grande pressão diária como agentes de segurança de presídios. professores e policiais, essa taxa de depressao e acima da média. Somente que convive com pessoas assim sabe que estou relatando.

      • Avatar

        Meu nome Suelly eu tenho depressão mas procuro tomar medicação sempre qdo percebo eu não estou bem .Precisamos conhecer nosso corpo pra perceber início q estamos ficando doente .Hoje eu recebi notícias um garoto de 28 anos amiguinhos dos seus filhos se auicidou, eu me sinto impotente nesse momento eu estou me sentindo muito triste agora tenho q orar Deus para dar forças pra família

    • Avatar

      Amei, eu sofro muito com problemas em relação a depressão e tenho só 12 anos, então o meu professor pediu pra gente fazer um trabalho de tema livre, e eu escolhi esse tema sobre suicídios e depressão no Brasil, pois acho que vai fazer com que a minha turmapossa me entender

      • Avatar
        CELSO DOS SANTOS em

        Tem um número que você pode ligar não precisa se identificar ligar 188. Você terá apoio.

  2. Avatar
    ABILIO CESAR DE SANTANA LUNA em

    Falta de trabalho e escolas técnicas nas grandes e pequenas cidades, para os jovens desligarem-se mais destes terríveis e pequenos aparelhos celulares e que também associados as drogas deixa-lhes com as mentes poluídas, sem conteúdos satisfatórios que lhes façam o bem.

    • Avatar
      Verônica em

      Não acho q esse seja o grande problema, as vezes o trabalho ou a escola só pioram a situação

    • Avatar

      Como fosse fácil ter emprego em uma situação desfavorável que vivemos. A família deve ser a primeira a dialogar com seus filhos. Deixar de colocar a culpa em terceiros e assumir sua grande responsabilidade. Filhos, em qualquer idade, querem o carinho e respeito de sua família. A família tem que EDUCAR seus filhos e lhes ensinar valores éticos e morais. As famílias não dialogam com seus filhos, e infelizmente isso é um fato.

  3. Avatar
    ABILIO CESAR DE SANTANA LUNA em

    Falta de trabalho e escolas técnicas nas grandes e pequenas cidades, para os jovens desligarem-se mais destes terríveis e pequenos aparelhos celulares e que também associados as drogas deixa-lhes com as mentes poluídas, sem conteúdos satisfatórios que lhes façam o bem.

    • Avatar

      além de sofrer de um distùrbio relacionado a depressão, já perdi muitos conhecidos por conta desse mal que assola nossa sociedade, e te digo que as drogas e os aparelhos celulares são utilizados como “válvula de escape” para a realidade de muita pressão e muita expectativa que muitos jovens sofrem. Porém, obviamente esses escapes só afundam mais a pessoa, mas não são a origem do problema. a origem do problema é uma sociedade que cobra demais do jovem, exige demais que ele seja alguém mesmo sem querer ou sem estar preparado, a gente precisa de mais apoio e menos julgamento dentro da família e da comunidade pra conseguir minimamente combater isso!!

  4. Avatar
    Ione Marisa do Amaral em

    Parabéns pela iniciativa, eu acredito que são poucas pessoas que realmente não tem algum tipo de depressão . Com certeza sera muito valido para muitos.

  5. Avatar

    Parabéns pelo assunto,as vezes até um amigo próximo pode ajudar , ontem perdi um amigo sem saber o porquê

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: