fbpx

Dermatite seborreica: sintomas, causas e tratamentos indicados

A dermatite seborreica é uma inflamação crônica, não contagiosa e que possui tratamento

A dermatite seborreica, também conhecida como caspa, eczema, sebopsoríase ou seborréia, é uma inflamação crônica, bastante comum e que se manifesta em partes do corpo onde existe maior produção de óleo pelas glândulas sebáceas.

A inflamação também pode ocorrer pela presença do fungo Pityrosporum ovale.

Veja Mais

Desse modo, a dermatite seborreica se manifesta por lesões avermelhadas que coçam e descascam, principalmente na barba, no couro cabeludo, nas sobrancelhas, próximo ao nariz, dentro e atrás das orelhas, no peito nas costas. Bem como nas dobras da pele, como na virilha e nas axilas.

Neste artigo, você vai entender o que é a dermatite seborreica, como tratá-la, como preveni-la e também as diferenças entre os tipos de dermatite. Confira!

O que é dermatite seborreica?

A dermatite é uma inflamação crônica de pele, causada principalmente pela vermelhidão e descamação de áreas da face, do tórax e do couro cabeludo.

A doença, que é mais comum em pessoas do sexo masculino, possui períodos de melhora e de piora dos sintomas, e pode ser influenciada pelos hábitos de vida da pessoa.

A inflamação pode ter origem genética ou ser desencadeada por agentes externos, como estresse, alergias, situações de fadiga, álcool, baixa temperatura, medicamentos, bem como o excesso de oleosidade na pele

Além disso, a presença do fungo Pityrosporum ovale também é uma das origens da doença.

A dermatite seborreica também é comum em recém-nascidos, quando aparecem crostas marrons ou amarelas no couro cabeludo do bebê. Todavia, a condição, chamada de crosta láctea, é temporária e inofensiva.

Além disso, a doença não é causada pela falta de higiene e não é perigosa, ou contagiosa. Tais percepções errôneas costumam ser motivos de estigma e preconceito com a dermatite seborreica.

tratamento dermatite seborréica

Quais as causas da dermatite seborreica?

Como vimos anteriormente, a origem da inflamação não é totalmente conhecida.

Porém, a causa pode ter origem genética ou ser desencadeada por diversos fatores externos citados no item anterior. 

A presença do fungo Pityrosporum ovale  também pode causar a dermatite seborréica.

Principais sintomas da dermatite seborreica

Os sintomas da doença podem variar de uma pessoa para a outra, porém, os principais são:

  • Lesões avermelhadas com descamação e coceira
  • Possível perda de cabelo
  • Escamas brancas que descascam e escamas amarelas que ardem
  • Oleosidade no couro cabeludo e na pele.

Além disso, a dermatite seborreica pode ocorrer em diversas partes do corpo e devemos ficar atentos para identificá-la. Confira mais informações no tópico a seguir.

Como realizar o diagnóstico?

O diagnóstico é feito clinicamente por um dermatologista, que irá analisar a localização das lesões e o relato do paciente.

Serão observadas questões como as páulas ou máculas, eritematodas ou amareladas, descamativas, com aspecto gorduroso.

Em alguns casos, para realizar o diagnóstico é necessária a realização de exames clínicos, como o teste de contato, a biópsia e o micológico.

Tipos de Dermatite 

A dermatite pode ser seborreica, atópica, alérgica, herpetiforme, esfoliativa, entre outras. 

Confira as outras variáveis a seguir:

Dermatite alérgica

A dermatite alérgica provoca o surgimento de coceira, vermelhidão e bolhas em locais da pele que tiveram contato com substâncias irritantes. 

Tais substâncias podem variar de pessoa para pessoa. Assim, alguns exemplos são: cosméticos, perfumes, bijuterias, entre outros. 

Para evitá-la, a melhor indicação é evitar o contato com a substância que causa alergia.

Dermatite herpetiforme

A dermatite herpetiforme também é uma doença crônica que é causada pela intolerância ao glúten. 

A pessoa com dermatite herpetiforme possui pequenas bolhas que provocam coceira e sensação de queimação.

Dermatite atópica

A dermatite atópica é caracterizada pelo aparecimento de lesões vermelhas e acinzentadas que causam descamação e coceira.

Dermatite numular

A dermatite numular se caracteriza pelo surgimento de manchas arredondadas que ardem e coçam. 

Normalmente, esta dermatite também causa bolhas e crostas devido a infecções bacterianas e ao ressecamento da pele.

Dermatite esfoliativa

A dermatite esfoliativa é grave e causa vermelhidão e descamação em grandes áreas do corpo. 

Este tipo de dermatite costuma precisar de internamento hospitalar para fazer o uso de medicamentos como corticoides.

Dermatite perioral

Mais comum em pessoas do sexo feminino, com idades entre 20 e 45 anos, a dermatite perioral é caracterizada por manchas irregulares na pele ao redor da boca.

Dermatite ocre

A dermatite ocre é caracterizada pela coloração marrom ou roxa nos tornozelos e nas pernas causadas pelo acúmulo de sangue. 

O tratamento para essa dermatite costuma ser mais simples, tratado com a utilização de meias elásticas e elevação e repouso das pernas.

Dermatite de fralda

A dermatite de fralda ocorre quando a pele do bebê fica irritada devido ao contato com o plástico da fralda. 

Essa dermatite pode ser tratada facilmente com a limpeza adequada do local e pomadas para assaduras.

caspa

Principais tratamentos para a seborreia

O tratamento das crises varia e pode envolver mudanças simples de atitude, como a interrupção do uso de cosméticos; o não uso de bonés ou chapéus; o uso de creme e pomadas que contenham antifúngicos e outras ações especificadas por dermatologistas.

Todavia, todas as dermatites podem ter seus sintomas amenizados, em sua maioria combinando o tratamento com medicamentos a mudanças no estilo de vida.

Contudo, a principal recomendação é procurar um médico para receber a orientação correta e iniciar o tratamento rapidamente.

Fatores de risco da dermatite seborreica

Alguns fatores de risco podem aumentar a chance de desenvolver a dermatite seborreica e outras dermatites. 

Alguns deles são:

  • Familiares com a doença.
  • Infecção pelo HIV.
  • Pele e cabelos oleosos.
  • Derrames ou outras condições neurológicas, como a doença de Parkinson.

sintomas dermatite seborréica

Como prevenir a dermatite seborreica?

Não existe uma fórmula mágica para prevenir o desenvolvimento ou a reincidência da dermatite seborréica. 

Entretanto, alguns cuidados podem tornar o tratamento mais fácil e reduzir as chances da doença aparecer. 

 Confira algumas recomendações:

  • Ter uma boa alimentação;
  • Não fumar;
  • Consumir bebidas alcoólicas moderadamente;
  • Utilizar xampus e hidratantes adequados diariamente;
  • Evitar banhos muito quentes e demorados;
  • Enxugar o corpo sem esfregar a pele;
  • Evitar o contato com substâncias que causem alergia;
  • Usar roupas que não retenham o suor (evitar tecidos sintéticos, por exemplo), e;
  • Controlar o estresse e a ansiedade.

Adultos

As atitudes para controlar a dermatite seborreica variam de pessoa para pessoa e também da região e da intensidade que os sintomas aparecem.

Durante as crises é recomendada a lavagem regular da pele com água e sabão. Assim, evitando o uso de cremes, perfumes e outros itens muito perfumados.

Além disso, evite produtos que contenham álcool e utilize roupas leves de algodão. Isso ajuda a manter o ar circulando na pele e reduz a irritação.

No caso dos homens, a barba e o bigode podem acentuar a dermatite seborreica. Considere barbear-se. 

Evite coçar a pele, pois pode aumentar o risco de infecção e a irritação. Para a coceira, hidratar a região e fazer compressas com água morna pode auxiliar.

Por isso, siga o tratamento correto orientado pelo seu dermatologista e as orientações recomendadas no item “Como prevenir a dermatite seborreica?”.

caspa bebê

Crianças

As mesmas orientações descritas para os adultos podem ser feitas com as crianças.

Contudo, para um melhor tratamento das crises e da dermatite seborreica, o recomendado é que você consulte um dermatologista.

Leia também: Dermatite atópica acomete cerca de 15% das crianças no mundo

Idosos

A melhor abordagem para o tratamento de dermatite seborreica depende do grau da inflamação, do tipo de pele da pessoa, dos sintomas e da região do corpo.  

Entretanto, para prevenir a doença em idosos, são indicadas as mesmas ações descritas para um adulto com dermatite seborreica. 

Algumas delas são: 

  • Tomar banhos rápidos e não muito quentes;
  • Secar bem os cabelos, e;
  • Evitar o uso de bonés e chapéus.

Confira o tópico “Adultos” para as informações completas.

Leia também: Como prevenir e atenuar a Dermatite atópica

Como melhorar os sintomas da dermatite seborreica

Para melhorar os sintomas da dermatite seborreica é necessário consultar um médico e seguir suas orientações de tratamento.

Contudo, algumas ações e mudanças de hábitos de vida podem aliviar os sintomas e auxiliar no tratamento. 

São elas:

  • Evite o uso de pomadas, géis e sprays para cabelo, bem como chapéus e bonés;
  • Não consuma alimentos muito gordurosos ou bebidas alcoólicas;
  • Controle os níveis de ansiedade e estresse;
  • Pare de fumar;
  • Opte por roupas que não retenham o suor, como as feitas com tecidos sintéticos, por exemplo;
  • Aplique hidratante na pele;
  • Retire completamente o xampu e o condicionador do cabelo;
  • Tome banhos rápidos e não muito quentes, e;
  • Enxugue bem os cabelos.

Conclusão

A dermatite seborreica é uma doença inflamatória crônica que deve ser tratada e que pode ocorrer em vários momentos da vida.

Como vimos, algumas atitudes como utilizar hidratantes diariamente, evitar substâncias que causem alergias e tomar banhos rápidos e com a temperatura da água morna, são dicas que podem ser utilizadas para prevenir a doença.

Contudo, as mesmas dicas são estratégias para melhorar os sintomas da doença em momentos de crise.

A dermatite seborreica não é perigosa, ou contagiosa, mas muitas pessoas ainda têm preconceito com a doença. 

Por isso, é necessário divulgar a informação para conscientizar mais pessoas sobre o tema e diminuir a discriminação.

Além disso, para descobrir o melhor tratamento para o seu tipo de dermatite é indicado consultar um médico e seguir o tratamento indicado.

Leia também:

Conheça os benefícios da vitamina C para a pele

Dermocosméticos ajudam quem se preocupa com a pele

Quais são os cuidados com a pele no verão?

Veja as doenças de pele, cabelo e unhas comuns em crianças pós-férias

Fotos: Shutterstock

Fonte: Guia da Farmácia

1 comentário

  1. Avatar
    Antonio eudes em

    Eu tenho seborreia crônica no couro cabeludo há muito anos usei todos os tipos de shampoo porém nenhum resolveu até eu conheci shampoo ski cap
    o melhor que encontrei basta lavar e deixar agir por alguns minutos e vc verá o resultado a cada 6 mês comprava um sem igual. Logo some a saboreia e o vermelhidão vc não vai ter mais coceira e show. Ele é caro mais o custo benefício vale a pena.

Deixe um comentário

%d blogueiros gostam disto: