PDV

Como aplicar os conceitos multicanal e omnichannel no varejo farma?

Confira o artigo exclusivo do  diretor de tecnologia de informação de grupo de varejo farmaceutico, especialista em gestão de dados estratégicos, Alexandre Rosati, para o Guia da Farmácia

Hoje, no varejo em geral e no farma, as palavras multicanal e omnichannel são confundias.  Multicanalidade são vários tipos de canais de vendas: e-commerce e loja física, por exemplo. Já o omnichannel é a junção de todos os canais de vendas de uma forma que o cliente seja atendido da mesma forma em todos esses canais.

Assim, conseguimos ter uma visão completa do cliente e de todo o comportamento de compra porque os sistemas se conversam. Isso ocorre na loja física, mas também no e-commerce.

Então os multicanais de venda devem conversar entre si, atingindo o objetivo de melhor atender o cliente.

A grande oportunidade que aconteceu no mercado, principalmente na questão da pandemia, é que você hoje não consegue olhar qualquer varejo desvinculado da parte digital e na farmácia não é diferente.

Então, uma farmácia, hoje, tem o canal de venda físico, mas ela pode estar associada a uma plataforma como o iFood, um app, ou algum outro que canal digital de venda. Então, a pergunta é: como crescemos com uma farmácia independente e pequena? Como é que ela vai tratar aquele cliente dela diferente do iFood?

Multicanal x omnichannel

É  preciso ter uma visão omni global do cliente, para que ela possa tratar todos os clientes de uma única forma, independente se a compra é on-line ou na loja física. Uma pequena farmácia, hoje, se está pensando em expandir os negócios para o mundo digital e principalmente se associar a esses canais de vendas de entrega rápida (iFood, 99, etc,) ou até fazer uma parceria de delivery, é preciso se planejar.

Hoje, o consumidor que vai a uma farmácia quer saber se pode comprar tanto na loja física quanto mandar entregar na casa dele e esse é o diferencial.

Então a farmácia pequena e independente precisa estar atenta a isso de uma forma que consiga ter esses canais trabalhando em prol á suas vendas, harmonizando os canais para o cliente.

Para a pequena farmácia, o principal ponto de atenção para adentrar a tendência omnichannel do varejo farma é trabalhar a integração entre os sistemas. Isso porque eles precisam ter uma forma organizada de se falarem, além de um controle dos canais de vendas. Além disso, a gestão como uma retaguarda da loja é muito importante, pois não adianta não termos o controle e querermos falar de multicanalidade.

Gestão dos canais

A gestão da loja, desde os estoques, os preços e todas as etapas que envolvem a venda são de suma importância para que a omnicanalidade aconteça.

Além disso, é importante abordar que as empresas precisam pensar de forma omnichannel, pois esse é o novo normal. Vender não é mais simplesmente atender fisicamente bem o cliente, mas tentar entender como ele está se comportando e qual seria o canal ideal de venda para ele.

Foto e fonte:  diretor de tecnologia de informação de um grande grupo de varejo farmaceutico, especialista em gestão de dados estratégicos, Alexandre Rosati, com exclusividade para o Guia da Farmácia.

 

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário