fbpx
HPC

Diferenças entre pele oleosa e mista

Características são as mais comuns no País

As peles oleosas e mistas são as mais comuns entre os brasileiros. E, apesar de se parecerem, cada uma tem sua particularidade e deve ter cuidado especial, para se manterem saudáveis e bonitas no dia a dia.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a pele mista é o tipo mais frequente e muitas das pessoas acreditam ter a pele oleosa. Sua principal diferença é o foco da oleosidade, enquanto a mista apresenta aspecto oleoso e poros dilatados somente na “zona T” (testa, nariz e queixo) e as bochechas e extremidades secas, a pele oleosa tem aspecto brilhante, úmido e espesso em toda a sua extensão.

Veja Mais

A pele oleosa exibe poros bem dilatados e tende a desenvolver cravos e espinhas com mais facilidade. Segundo a SBD, não é só a herança genética que contribui para a oleosidade, mas fatores como alterações hormonais, excesso de sol, estresse e uma dieta rica em alimentos com alto teor de gordura. Já a pele mista tem espessura mais fina, com tendência à descamação e ao surgimento de rugas finas e precoces.

Os consumidores que sofrem com pele oleosa podem usar sabonetes que ajudam a controlar a produção do óleo natural, além de combater à acne. Os produtos para pele mista limpam mais suavemente, evitando o ressecamento da pele (principalmente nas áreas que não possuem oleosidade). Normalmente, devem ser usados diariamente para que o resultado seja visível.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Hypermarcas
Foto: Shutterstock

Sobre o autor

Guia da Farmácia

Premiado pela Anatec na categoria de mídia segmentada do ano, o Guia da Farmácia é hoje a publicação mais conhecida e lembrada pelos profissionais do varejo farmacêutico. Seu conteúdo diferenciado traz informações sobre os principais assuntos, produtos, empresas, tendências e eventos que permeiam o setor, além de Suplementos Especiais temáticos e da Lista de Preços mais completa do mercado.

Deixe um comentário