fbpx

Doença de Alzheimer deve ter atenção da população

Envelhecimento poderá causar mais casos da patologia

Em todo o mundo, aproximadamente 47 milhões de pessoas são acometidas pela demência e, a cada ano, surgem 9,9 milhões de novos casos. Atualmente, a principal causa de demência na terceira idade é a doença de Alzheimer (DA), responsável por 60% a 70% dos casos, segundo dados da Organização Mundial de Saúde (OMS). Só no Brasil, a doença atinge 1,2 milhão de pessoas.

Com o aumento da expectativa de vida no País, estima-se que a população acima dos 65 anos de idade cresça nos próximos anos, o que contribui para que a sociedade dedique mais atenção ao Alzheimer.

De acordo com o neurologista e professor do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, Dr. Paulo Caramelli, um dos sinais mais comuns do Alzheimer é a perda da memória recente, na qual o indivíduo tem dificuldade de guardar fatos ocorridos no dia-dia, porém episódios do passado algumas vezes são preservados.

“A doença possui três fases (leve, moderado e grave) e existem situações em que o paciente esquece o nome de pessoas, objetos, palavras e, dependendo do estágio que se encontre, há uma mudança de comportamento mais acentuada com sinais de depressão, apatia e agressividade. A demência causada pelo Alzheimer tem consequências no físico, psicológico e social do indivíduo”, esclarece.

Fonte: Assessoria de Imprensa Apsen (Burson Marsteller)
Foto: Shutterstock

Deixe um comentário