Drogaria Araujo apoia o combate à violência doméstica contra mulheres

A rede segue com o apoio à campanha Sinal Vermelho para a Violência Contra a Mulher, iniciada em 10 de junho deste ano

A Drogaria Araujo segue com o apoio à Campanha Sinal Vermelho para a Violência Contra a Mulher.  Idealizada pela Associação dos Magistrados do Brasil, a campanha, que teve início em 10 de junho deste ano, todavia, tem por objetivo oferecer um canal de denúncia às vítimas impedidas de chamar a polícia em seus domicílios.

A iniciativa permite que, ao se identificar em qualquer uma das lojas Araujo no estado, de forma silenciosa e eficaz, sejam tomadas as providências necessárias à sua proteção.

Araujo no combate a violência 

 

 

 

 

 

 

A campanha consiste em incentivar as vítimas de violência a marcar um X na palma da mão, para sinalizar às equipes de loja – sem a necessidade de qualquer outra comunicação – que pretendem fazer a denúncia.

Ao apresentar o sinal aos colaboradores da Drogaria Araujo, esses devem acionar a autoridade policial para início do procedimento e também, oferecer acolhimento à vítima até a chegada da polícia.

Dados da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos apontam que, desde o início da adoção do isolamento social, os casos aumentaram em diversas regiões do Brasil.

Por isso, é fundamental que iniciativas como essas sejam apoiadas.

No entanto, nesta ação da Drogaria Araujo ao combate contra a violência do públimos feminino, os colaboradores da Araujo não atuam como testemunhas, e sim, como intermediários entre vítima e autoridade policial.

As farmácias foram escolhidas por serem um serviço essencial e acessível neste momento de pandemia.

Uma vez que o ambiente doméstico desencoraja ou impede as mulheres a acionarem a polícia.

Drogaria Araujo inaugura duas lojas em Araxá 

 

Fonte: Drogaria Araujo

Fotos: Divulgação e Abrafarma

Indique para um amigo ... Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Share on LinkedIn
Linkedin
Email this to someone
email
Print this page
Print

Deixe um comentário